Bolinho de mixirica

Image and video hosting by TinyPic

Todos os dias tenho feito um lanchinho pro Rapha bem gostoso, tem alguns dias da semana que ele volta muito tarde da escola e meu coração fica tão apertado. Esse bolinho fez muito sucesso, feito em minutinhos e com um sabor irresistível. A receita eu peguei no blog de minha querida amiga Akemi, esses dias falei com ela ao telefone e fiquei ainda mais encantada com essa menina, Akemi quando te abraçar de verdade acho que vou chorar tamanha minha admiração por você e olha que isso não vai demorar em?! Logo estarei te ligando pra gente marcar (risos).

  • 2 ovos médios
  • 5 colheres (sopa) de açúcar
  • 60 g de manteiga sem sal
  • 70 ml de suco de mixirica
  • 100 g de farinha de trigo
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 1 colher (sopa) de leite ( eu usei brandy)
  • 1 colher (sopa) de açúcar granulado para polvilhar o bolinho depois de pronto (eu utilizei açúcar confeiteiro)

Derreta a manteiga no microondas por 30 segundos. Peneire a farinha com o fermento e separe as gemas das claras. Pique a casca da mixirica bem miudinho (eu ralei a casca). Coloque as forminhas de papel para muffins dentro da assadeira para muffins e preaqueça o forno a 170 graus. Coloque as gemas e 2 colheres de açúcar na tigela da batedeira e bata até obter uma mistura fofa e clara. Junte a manteiga derretida, o suco, o leite (ou brandy) e a casca picada ou ralada. Misture e junte a mistura de farinha peneirando novamente sobre a mistura. Misture delicadamente com uma colher de pau ou silicone, reserve. Bata as claras em neve e junte o açúcar restante em 2 ou 3 vezes até formar um merengue bem firme. Adicione a mistura de merengue a mistura reservada aos poucos e vá misturando de forma bem delicada. Distribua a massa nas forminhas de muffins e leve ao forno preaquecido por cerca de 25 mts ou até que estejam dourados.

Image and video hosting by TinyPic

*Rende – 10 bolinhos.

*Fonte – Blog Pecado da Gula – o link da receita você encontra AQUI.

Crostini – pães tostados

Image and video hosting by TinyPic

Bom a demora em aparecer por aqui ficou por conta da reforma do quarto dos meninos, como um não tem como palpitar ainda, eu travei uma dura guerra com o outro que já está aqui e tem muitas vontades (risos), no final tudo saiu bem e até a próxima semana tudo vai estar prontinho.

Acho que não é novidade pra vocês que passam sempre aqui e já me conhece o carinho que tenho pelo Jamie Oliver e aqui em casa não passo uma semana sem fazer uma receita do mesmo e sempre é uma receita de sucesso. Esses dias uma moça muito educada deixou um comentário falando que queria comprar um livro dele e perguntando qual indicaria eu indico qualquer um, pois não me arrependi de comprar nenhum livro dele, todos são excelentes pelo menos no meu ponto de vista. São receitas simples, fáceis de serem adaptadas e o melhor de tudo você não precisa utilizar toda a sua dispensa para fazer uma unica receita.

Para fazer esses crostinis eu utilizei o pão do Oliver postado abaixo ficou realmente perfeito. Uma dica que deixo é não use pão francês não ficará bom.

  • Corte o pão em fatias de +/- 1 cm de espessura
  • 1 dente de alho grande sem casca e cortado ao meio
  • 20 tomates-cereja maduros
  • 150 g de azeitonas pretas sem caroço
  • Manjericão
  • Sal e pimenta moídos na hora
  • Vinagre e azeite de boa qualidade
  • Fatias de queijo brie

Aqueça uma chapa ou faça como eu que utilizei o grill de chapa lisa na temperatura maxima e toste o pão dos dois lados, assim que o pão sair da chapa (grill) esfregue um pouquinho o alho em um dos lados do mesmo, depois coloque o recheio de tomates com pouquinho do molhinho do mesmo e regue com azeite e cubra com uma fatia do queijo brie.

Para o recheio – Lave bem os tomatinhos e coloque num recipiente fundo e com a ajuda de suas mãos vai estourando os mesmos, pois é com o líquido dos tomates que você terá o grande lance dessa receita ou seja um molho perfeito. Depois dos tomatinhos todos estourados, junte as azeitonas pretas, o manjericão um toque de vinagre e tempere com o sal e a pimenta moídos na hora e o azeite, mexa bem e terá uma bela salada de tomates com um molho denso e perfeito para cobrir seu pão tostado e aromatizado com alho.

*Fonte – O Livro A Itália de Jamie

Pão básico perfeito do Jamei Oliver

Image and video hosting by TinyPic

Todos os dias acordo muito cedinho, já é um costume mas nos finais de semana e feriado os meninos da casa dorme até um pouco mais tarde mas como não consigo eu já pulo da cama e passo meu cafézinho preto e aí vou pensar no que vou sevir no café da manhã do dia e foi aí que tomei a decisão de fazer essa receita que já estava na lista a um bom tempo e tudo que tenho a dizer é que esse pão vai fazer parte da minha lista de café da manhã aqui na minha casa.

  • 30 g de fermento fresco ou 3 sachês de 7 g de fermento seco
  • 30 g de mel (ou açúcar)
  • 600 ml de água morna
  • 1 q de farinha de trigo
  • 30 g de sal
  • Um pouco de farinha extra para polvilhar

Image and video hosting by TinyPic

Etapa 1 – Dissolva o fermento e o mel (ou açúcar) em metade da água morna.

Etapa 2 – Em uma superfície limpa ou em uma tigela larga, faça um monte com a farinha e o sal. Faça um buraco no centro e despeje toda a mistura de fermento dissolvido. Usando apenas uma mão faça movimentos circulares, partindo do centro para a parte exterior, trazendo lentamente cada vez mais farinha até que a mistura de fermento fique saturada. Despeje, então, a outra metade de água morna no centro e encorpore gradualmente toda a farinha para fazer uma umedecida. (Certas farinhas podem precisar de um pouco mais de água, portanto não fique com medo de ajustar as quantidades.)

Etapa 3 – Sovar! Esta é a melhor parte, apenas enrole, empurre e dobre a massa várias vezes por 5 minutos. Isso desenvolve a estrutura da massa e o glúten. Se a massa grudar em suas mãos, apenas esfregue-as com um pouco de farinha extra.

Etapa 4 – Passe farinha nas duas mãos e polvilhe levemente o topo da massa. Deixe-a com um formato circular e acomode-a em uma assadeira. Faça talhos profundos na massa com uma faca. Deixe que ela cresça até dobrar de tamanho. O ideal é que você tenha um lugar morno, com umidade e longe de correntes de ar para que a massa cresça bem rapidamente. Pode ser perto do fogão, dentro de um armário aberto ou em um quarto aquecido, por exemplo. E você pode cobrir a massa com filme plástico se quiser acelerar as coisas. Esse processo de crescimento melhora o sabor e a textura da massa e deve levar aproximadamente 40 minutos, dependendo das condições.

Etapa 5 – Depois que a massa tiver dobrado de tamanho, você precisará amassá-la por cerca de 1 minuto a fim de retirar todo o ar dela. Em seguida modele a massa no formato que quiser – redondo, achatado, rechonchudo, vaixo, alto ou qualquer outro – e deixe crecer pela segunda vez até que ela tenha dobrado de tamanho novamente. Não fique tentados a pular essas etapas, porque é esse segundo crescimento que dá aquela textura macia e delicada que todos apaixonados por pães amamos.

Etapa 6 – É hora de assar o pão. Depois de todo o trabalho duro, não desperdice os seus esforços. Você precisa manter todo o ar dentro do pão, portanto não bata nele novamente. Coloque-o cuidadosamente dentro do forno e feche a porta sem bater. Asse o pão de acordo com a temperatura e o tempo indicados nas receitas das páginas seguintes. Você pode saber quando ele está pronto dando uma batidinha na base (se estiver em uma assadeira, você terá de retirá-lo). Se fizer um som oco, está cozido, do contrário, coloque-o rapidamente no forno para um pouco mais de tempo. Acomode opão em uma estante e deixe-o esfriar. Você irá amar!

* Fonte – Livro Retorno do chef sem mistérios – Jamie Oliver

Eles estão chegando!!!

Image and video hosting by TinyPic

Já é possível ver nas bancas das feiras lindos e vermelhos morangos, também já são vistos nos supermercados a verdade é que o preço ainda não está agradável mas não resiste a uma bandejinha para comer do jeito mais simples do mundo mas de um jeito que me deixa muito feliz.

Cortei 400 g de morangos em pedaços grandes, juntei duas colheres (sopa) de açúcar e 1 1/2 colher (sopa) de cointreau -licor de laranja. Misturei tudo muito bem e deixei descansar na geladeira por 1 hora. Para servir coloquei creme de leite geladinho no fundo do potinho e cobri com os morangos e um pouco da calda que se forma. É simplesmente divino!

Friozinho lá fora e na minha cozinha, polenta cremosa com ragu de carne

Image and video hosting by TinyPic

Esses dias fez um friozinho por aqui, e eu não pensei duas vezes e matei meu desejo de comer polenta cremosa com um molhinho simples e divino, por cima uma bela camada de parmesão e um bom fio de azeite extra virgem, eu realmente não preciso de muito para ser feliz!

Para o ragu

  • 1/2 q de múculo em pedaços
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 cebola grande picadinha
  • 4 tomates grandes bem vermelhinhos sem pele (ou uma lata de tomate pelado)
  • 2 dentes de alho picados bem pequenos
  • Sal e pimenta a gosto
  • Água quente
  • Salsinha para polvilhar no final do cozimento

Numa panela de fundo grosso, aqueça o azeite e doure a carne já temperada com sal e pimenta. Depois de bem dourado, acrescente a cebola o alho e deixe murchar, junte a lata de tomates pelados ou os tomates picadinhos e vai acrescentando água quente aos poucos e deixando cozinhar em fogo bem baixinho. Demora pois a carne é bem dura, mas vale muito a pena o sabor fica incrível, nada ver com a mesma carne feita na panela de pressão.

Para a polenta cremosa

  • 3 xícaras (chá) de agua fria
  • 1 1/2 xícara (chá) de kimilho
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • Sal e pimenta moídos na hora
  • 1 colher (sopa) bem cheia de manteiga gelada
  • 150 ml de creme de leite
  • Queijo catupiry e parmesão ralado

Fora do fogo e numa panela de fundo pesado, misture a água, kimilho, azeite, sal e pimenta mexa até o kimilho estar bem agregado ao restante dos ingredientes. Então leve ao fogo baixo e vai mexendo até engrossar, quando isso acontecer deixe a polenta cozinhar até formar uma casca no fundo da panela, retire do fogo. Acrescente então a colher de manteiga gelada e mexa sem parar, junte o creme de leite, coloque nos pratos ou numa travessa ou tábua e espalhe queijo catupiry, o ragu, regue com azeite e polvilhe com queijo parmesão ralado. Abra o vinho e chame sua família e amigos.

Uma dica para o final de semana – Espaguete ao limão!

Image and video hosting by TinyPic

Não sei como é na casinha de vocês, mas aqui nesse lar doce lar sempre rola uma massinha no final de semana. E quando vi essa receita, resolvi testar primeiro pela simplescidade da confecção da mesma e depois porque sou uma eterna apaixonada pelos sabores cítricos. E se você também gosta deste sabor não perca essa massa que vai fazer parte do meu cardápio.

  • 4 dentes de alho picadinhos
  • 3/4 de xícara (chá) de azeite de oliva
  • 4 colheres (sopa) de vinho branco seco
  • 4 colheres (sopa) de salsinha picadinha
  • 1 colher (sopa) de raspas de casca de limão
  • 4 colheres (sopa) de suco de limão
  • 1 pimenta-dedo-de-moça picadinha (opicional)
  • 400 g de macarrão tipo espaguete cozido

Em uma frigideira grande, doure o alho picadinho em 4 colheres (sopa) de azeite. Adicione o vinho branco e eixe evaporar. Retire do fogo e transfira para uma tigela. Acrescente a salsa, as raspas de limão , misture bem. Junte o azeite restante, o suco de limão e a pimenta picadinha. Misture o espaguete cozido e sirva bem quente.

* Fonte – Revista Receita Minuto

Cheesecake de espinafre – Simples porém saboroso

Image and video hosting by TinyPic

Vi nos blogs que visito algumas receitas bem legais utilizando espinafre, terça-feira fui a feira e comprei o meu verdinho espinafre no carrinho de um senhor que vende tudo que planta em sua horta tudo sem agrotóxico, então eles não tem a aparência tão linda dos outros mas o sabor é mil vezes melhor. Me rendeu um belo cheesecake, com tempero no ponto e divinamente saboroso. Rapidinho meu jantar estava pronto e servido!
Eu aconselho a você não só guardar essa receita como também colocá-la em prática, pois essa receita faz bonito num lanche da tarde, substituindo um jantar ou num chá para receber as amigas.

  • 200 g de biscoito cream craker
  • 150 g de margarina em temperatura ambiente
  • 1 colher (sopa) de azeita
  • 1 dente de alho triturado
  • 2 xícaras (chá) de folhas de espinafre
  • 150 g de cream cheese
  • 3 ovos
  • 1 xícara (chá) de creme de leite
  • Sal e noz-moscada a gosto
  • 180 g de iogurte natural
  • 1/4 de xícara (chá) de queijo parmesão ralado

Triture os biscoitos e misture com a margarina. Forre uma fôrma de 20cm de diâmetro de fundo removível com essa misture e reserve. Em uma panela refogue no azeite o alho e o espinafre, até murchar. Bata o cream cheese na batedeira, adicione os ovos, um a um, o creme de leite, o sal e a noz-moscada. Bata mais um pouco e acrescente o iogurte. Coloque o espinafre refogado (aperte para que solte todo líquido antes de usá-lo), sobre a massa de biscoitos e cubra com o creme batido. Polvilhe o queijo parmesão ralado e leve ao forno preaquecido a 150 graus, até dourar por cerca de 45 minutos.

* Eu não utilizei a batedeira, como já tinha retirado o processador do armário eu já triturei o biscoito e também bati o creme no próprio aparelho e funcionou super bem.

* Fonte – Revista Receita Minuto

Image and video hosting by TinyPic