Desgourmetiza – sim, temos ovos fritos

torrada

Se você como eu não aguenta mais comidinhas *estrambólicas tá na hora de voltar a pensar na comida cheia de carinho que saia direto das cozinhas de vovós e mamães de antigamente, e deixar essa bobeira pra lá e ao sentar a sua mesa dividir uma comida cheia de amor, carinho, sabor, histórias e sem frescuras. Essa dica veio da minha musa Rita Lobo e achei tão fantástica que resolvi postar aqui só pra dizer que carinho e honestos ingredientes são tudo e você não precisa comprar o sal do além nem o azeite vindo sei lá de onde, basta procurar a vendinha honesta e ser feliz.

Usei metades de pão ciabatta que torrei em uma frigideira de fundo pesado e fogo baixo, ao retirar do fogo eu esfreguei um dente de alho e reservei. Com o maço de espinafre limpo e seco eu aqueci uma frigideira e dourei alho e cebola picadinha em um fio de azeite honesto e somei o espinafre e reservei. Fritei um ovo deixando a gema molinha e fui montar. Fatia de pão, espinafre e por cima um lindo ovo frito – esse foi o jantar que fez bonito na minha mesa.

Fonte – Cozinha Prática

Publicidade

O trigo branco em grão

trigo

Então é carnaval?! E dizem que atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu?! Será mesmo verdade? Houve um tempo que eu gostava dessas festas mas hoje sou do partido de ficar no meu espaço e aproveitar o tempo ao lado das pessoas que amo e que fazem meu mundo louco ficar um tanto mais divertido – sei que com festas e altas temperaturas uma salada cai bem e essa de trigo é mesmo providencial. Acho esse grão branco de trigo a cara da riqueza, e depois de cozido em água e não deixe o mesmo ficar molenga em amiga, se liga no ponto al dente – deixe esfriar bem e junte os ingredientes, milho verde cozido no vapor, azeitonas picadas, ervilhas, azeite, vinagre balsâmico , pimenta do reino moída na hora, sal e salsinha picada – misture bem e terá uma linda salada para acompanhar seu grelhado.

O calor a folha e o grão

salada

Com esse calor as comidinhas devem ser assim fresquinhas, simples, com temperos cítricos e leves – sem nenhuma licença poética essa salada fez meu mundo hoje ficar a cara da riqueza.

Uma caixinha de grão de bico, um punhado de trigo em grão cozido em água, uma beterraba que assei no forno e depois cortei em cubinhos, e a aí foi só fazer uma linda cama de alface lisa (era a que eu tinha hoje), e repousar em cima a mistura dos grãos, beterraba, cubinhos de palmito, azeitonas, milho verde, tudo devidamente temperado com cebola roxa, cubinho bem miúdos de pimentão, sal e pimenta moídos na hora e um fio de azeite honesto generoso e um toque de vinagre (pode ser balsâmico ou pode ser limão) e depois de tudo isso é só servir e se deliciar com o frescor.

Dando um toque de *gramurr na sua saladinha do dia a dia

grego

Começo de ano e todos querendo começar de maneira mais leve depois da esbórnia das festas – mas ninguem merece aquela salada sem alegria né minha *gentemm, então passa mão num grego Nestlé sem adição de açúcar, um bom punhadinho de sal e pimenta moídos na hora e um toque generoso de azeite honesto, misture bem e acrescente ervinhas frescas de sua preferência. Só um trucão pra fazer da sua salada um momento de luxo no seu almoço. 🙂

Obs- Gosta do conteúdo do Feijão no Prato? Então curta e compartilhe na pagina do face e me siga nas outras redes sociais que lá vai encontrar coisinhas diferentes daqui, vamos lá pessoal mas um ano cheio de tempero, sabor e comilança.

A beterraba e o meu jeito que também pode ser o seu

beterraba assada

Quem me acompanha nas outras redes sociais, viu que ontem eu postei a foto de uma trouxinha de alumínio e deixei em segredo o que poderia estar dentro, e agora venho aqui contar pra vocês a minha maneira de cozinhar beterrabas, um jeito simples, que mantém a coloração perfeita da mesma – o segredo é apenas assar em forno bem baixinho, e se estiverem muito grandes pode cortar ao meio, leva um tempinho mais o resultado final é de matar.

Salada de batata com rabanete e molho de raiz forte

batatas com rabanete

Tenho paixão por batatas, e a considero um ingrediente genial – fico sempre em busca de receitas novas com esse ingrediente, e essa salada é um excelente acompanhamento para carnes vermelhas e penso que faria bonito em um churrasco. E tem um frescor que combina muito bem com dias quentes. A receita é da minha super hiper amiga Valentina, não deixe de visitar  blog dela que é lindo de viver.

2 kg de batatas cozidas cortadas em pedaços médios

Rabanetes cortados em rodelas

Maço de cebolinha verde cortada em rodelas bem finas

Para o molho de raiz forte:

Um pedaço de 5 cm de raiz forte, ralado bem fininho – se não tiver a raiz compre a raiz forte no formato de creme e use 2 colheres de sopa bem generosas.

Suco de meio limão

4 colheres de sopa de azeite de oliva

2 colheres de sopa de maionese

O preparo não podia ser mais fácil e rápido: cozinhe as batatas, e enquanto elas estão cozinhando ponha o rabanete e cebolinha numa saladeira. Você terá tempo até de preparar o molho. Quando as batatas ficarem prontas, escorra a água e ponha na saladeira. Jogue o molho por cima, e ajuste o sal.

*Essa receita serve 10 pessoas, por isso se deseja mais ou menos salada, basta fazer os ajustes na receita.

Salada de batatas com iogurte honesto

salada de batatas

Quem me segue nas outras redes sociais, viu que falei sobre esse iogurte grego, iogurte puro e honesto – sem espessantes e todos os *antis que você possa imaginar ( e se você ainda não me segue, te convido a começar pois lá aparece todos os dias e o dia todo muita coisa legal), enfim fiz uma bela salada de batatas que não é uma receita né *bonita(o) é apenas uma dica e acompanha super bem seu assado de domingo ou seu grelhadinho do dia a dia. Para fazer (tudo a olho e sem receita), cozinhei no vapor as batatas e é importante não deixar que fiquem muito molengas, cortei em cubos e com elas ainda quente exprime suco de um limão e temperei com sal e pimenta moídos na hora e reservei. A parte peguei o iogurte, coloquei uma colher (sopa) de azeite uma boa pitada de pimenta moída na hora e com a salada fria agreguei o molho e misturei até que este fica-se todo envolto as batatas, acrescentei azeitonas picadinhas, fiz a correção de sal e *voulá salada prontinha para servir.

iogurte

Pegando leve

sanduiche levinho

 

Pegando leve ou nem tanto assim, porque vamos combinar é difícil a carne é fraca mas…. Pensando que logo o verão está ai e que muitos querem estar com corpichuu em cima vou aparecer por aqui com algumas opções bem saudáveis e não tão calóricas para que você possa consumir no seu jantar.

Então é assim; pegue seu pão preferido (a se for integral melhor ainda né) passe um pouco de cream cheese, rodelinhas de pepino cortadas no mandolin, rodelas finas de tomate, folhas de mini agrião e algumas fatias de blanquet de peru e pronto.

*Dica tempere a saladinha que vai no sanduíche com pimenta moída na hora, sal e um fio de azeite honesto.

 

Vinagre ou “Pepinete” do Silvio

Bom a Meire pediu no post do picadinho a receita do vinagrete e da farofa e menina a farofa vem já viu, se segura aí?! Mas o vinagrete já esta na mesa e quem fez foi nosso amigo Silvio ele vem se soltando e mostrando suas artes na cozinha e quem sabe ele não inaugura a um coluna nova aqui no bloguito em “Silvinho”? rs Bom o fato que esse moço bonito, bem sucedido – e moças solteiras de plantão se segure que ele é também muito bem casado – de maneira que ainda não vai ser dessa vez que vou bancar o cupido por aqui. Bom foco na receita que essa cozinha é um lugar de respeito um ambiente familiar (rs), esse rapaz passou horas fazendo o vinagrete que por conter pepino ele ficou depois de tomar a loira gelada chamando de “pepinete” seria assim um primo bastardo do vinagrete mas delícioso viu meninas(os). Ele retirou toda a sementes, picou em cubinhos, picou cebola em cubos pequenos e por último pepino japonês também cortado em cubos junte todos os ingredientes, some sal e pimenta moídos na hora, azeite honesto e vinagre de limão se gostar pode colocar cheiro verde picadinho – depois de tudo bem agregadinho é só provar o tempero e servir. Pode acompanhar o seu picadinho, o churrasco, um lanche de carne assada, a sua feijoada, uma linguiça assada e onde mais sua imaginação alcançar.

Olha o dono da arte trabalhando.

Panzanella

Gente como anda chovendo, a turma da praia deve estar meio deprimida esse ano. Mas mesmo com tanta chuva não abro mão de uma boa salada – a querida salada aparece na minha mesa até mesmo no inverno.

Pegue um pão rústico corte em fatias grossas esfregue um dente de alho em cada fatia e depois corte-as em cubos grandes, aqueça uma frigideira de fundo pesado e dê uma boa regada com azeite some os cubos de pão e deixe dourar , dar aquela torradinha e depois reserve. Em uma uma tigela pique tomates orgânicos em cubos, pepino japonês em cubos, cebola roxa em fatias fininhas, some folhas de manjericão, cheiro-verde e vamos temperar com um toque de aceto balsâmico, azeite extra virgem, sal e pimenta moídos na hora, junte o pão e esprema suco de um tomate por cima, mexa tudo e sirva.