Feijão com manteiga de garrafa

Image and video hosting by TinyPic

Uma ida a feira de domingo e já voltei com feijão verde na sacola, com uma manteiga de garrafa na geladeira não pensei duas vezes, cozinhei o feijão com folhas de louro e depois aqueci em uma frigideira de fundo grosso 3 colheres (sopa) de manteiga de garrafa e refoguei cebolas picadas grosseiramente, juntei um pouco de alho macerado com sal e pimenta de cheiro e acrescentei o feijão, deixei tudo isso ir lentamente refogando e tomando gosto, pegando os temperos. Servi com linguiça toscana assada no forno , arroz branco e vagem refogadinha. Foi realmente um maravilhoso jantar.

Gratinado de frango com espinafre

Image and video hosting by TinyPic

Com um pouco de peito de frango cozido e desfiado dando sopa no freezer, um pouco de espinafre, um restinho de milho refogado na manteiga e tudo isso foi igual a um belo prato de frango gratinado, muito saboroso e com um molhinho muito cremoso. Esse prato é bem legal rende bastante e não precisa de muito frango pois como tem o molho o espinafre e o o milho refogado o rendimento é bem legal, depois você pode utilizar o que tiver na sua geladeira dando sopa, tipo cenourinha ralada, ou abobrinha raladinha e por aí vai.

Para fazer a receita eu aqueci uma panela grande, e refoguei no azeite cebola picadinha e alho bem picadinho, quando a cebola já estava transparente eu juntei o espinafre, deixei refogar e acrescentei o frango já cozido e desfiado, nesse momento também juntei o milho que já estava cozido (uma sobrinha do almoço do dia anterior), ajustei os temperos – sal e pimenta. Coloquei leite um toquinho de noz moscada ralada na hora, quando levantou fervura eu acrescente duas colheres (sopa) de farinha de trigo já dissolvida num pouquinho de leite e fui mexendo até o molho ficar denso bem cremoso, passei para uma assadeira, cobri com queijo mussarela ralado e levei ao forno já com o grill do mesmo aquecido e deixei gratinar. Depois de ficar com essa casquinha bem douradinha por cima eu retirei do forno e servi com arroz branco e batata palha.

Image and video hosting by TinyPic

Cozinhando na Tajine

Image and video hosting by TinyPic

A muito tempo eu andava apaixonada por essa panela, foi quando entrei na Doural sempre a Doural e vi lá, na sessão de liquidação, e me segurei eu tenho prova disso, voltei para casa sem nenhuma uma canequinha na mão, mas passei a noite inteirinha sonhando com a tal panela. No dia seguinte logo cedinho o marido me presenteou e eu fui toda feliz buscar minha linda panela. E depois de muitas dúvidas, e já aproveito para agradecer a Fabrícia e Valentina pela ajuda. Eu coloquei a panela em uso para fazer uma bela carne cozida no forno. Servi com uma massa cozida al dente e passada numa manteiga temperada apenas com folhas de manjericão e pimenta do reino moída na hora.

  • 1/2 k de carne (chamada de segunda) cortada em pedaços grandes
  • 3 tomates inteiros bem madurinhos picados
  • 1 pimentão vermelho em cubos
  • 2 cenouras em cubos
  • 2 cebolas brancas cortadas em cubos
  • Alho, sal e pimenta de cheiro macerados
  • 300 g de tomate pelado
  • 2 colheres (sopa) de azeite

Coloquei a carne no fundo da panela e cobri com todos os outros ingredientes e tampei a panela , levei ao forno bem baixinho por 3 horas e quando abri a panela tive um lindo molho vermelho encorpado com pedaços de tomate bem adoçicados e pedaços de carnes cozidos e simplesmente delíciosos. Coloquei o espaguete no prato e cobri com o molho e pedaços da carne, servi quentinho e foi realmente muito saboroso.

Minha panela:

Image and video hosting by TinyPic

Xícara de medida

Image and video hosting by TinyPic

Recebi nesse período de férias muitos emails contendo dúvida sobre o tamanho da xícara utilizada nas receitas, e foi então que resolvi fazer esse post já esclarecendo. Eu utilizo essa xícara de medida ela é própria para isso, realmente o seu jogo de chá não é legal para ser usado como medida pois aqui no Brasil hoje temos xícaras de chá de vários tamanhos, cada jogo tem um modelo diferente. Então acho que vale mesmo a pena você comprar um medidor assim, e ele é tão baratinho. Quando uso uma medida maior que está, ela vem citada no texto ou no final da receita. Se ainda ficou alguma dúvida é só deixar nos comentários ou mandar no email – elianascaramal@gmail.com

Risoto de acelga com tomate seco

Image and video hosting by TinyPic

Depois te tanto tempo sumida, estou de volta e agora sim pra ficar, começando o ano novamente já se foram as festas, as férias e o tempo da chacrinha, agora trabalho, filho na escola, horários e a volta ao blog. Quero agradecer todas as pessoas que me mandaram emails, que passaram por aqui enfim tantas pessoas queridas, tanto carinho que é realmente dificil de agradecer.

Vou iniciar a nova caminhada aqui com um risoto. Logo vou trazer uma postagem esclarecendo uma dúvida muito enviada para meu email. Tenham calma pessoal o ano está apenas começando (risos).

Esse risoto me surpreendeu eu fiquei encantada com o casamento da acelga com o tomate seco, no final deu um sabor bem equilibrado, suave eu acho que vale muito a pena fazer essa receita.

  • 4 colheres (sopa) de azeite
  • 1 cebola média picada
  • 1 1/2 xícara (chá) de arroz carnaroli
  • 2 xícaras (chá) de caldo de frango
  • Sal a gosto
  • 1/2 xícara (chá) de vinho branco
  • 1 xícara (chá) de acelga fatiada
  • 100 g de tomate seco cortado em pedaçinhos
  • 2 colheres (sopa) de manteiga
  • 1 colher (sopa) de requeijão cremoso
  • 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado

Em uma panela de fundo grosso, aqueça o azeite e refogue a cebola junto com o arroz. Acrescente o vinho e vai mexendo até evaporar, começe a colocar o caldo de frango aos poucos e não pare de mexer (faça isso sobre um fogo médio) com paciência. Vai acrescentando o caldo e mexendo até o arroz ficar al dente. Numa panela à parte, aqueça um pouco de azeite e refogue a acelga, com o tomate seco e tempere a gosto com sal e um toque de pimenta do reino. Quando o arroz estiver quase no ponto al dente, acrescente o refogado de acelga com tomate seco e vá mexendo até que o arroz chegue no ponto. Nesse momento desligue o fogo acrescente o requeijão, manteiga e queijo mexa rapidamente e sirva na hora, apenas regado com azeite de qualidade.

Rabanadas

Image and video hosting by TinyPic

Nesse natal me dei conta que meu querubim Rapha não tinha ainda provado rabanada, e tratei logo de resolver esse problema. Com a casa cheia de crianças, resolvi fazer para o lanche da tarde num dia fresco essas lindas e douradas fatias de pão adoçicadas. Foi realmente um sucesso! Se não tem crianças para devorá-las faça com vinho do porto no meu caso não utilizei pois o publico era todo composto por boquinhas infantis.

  • 1 lata de leite condensado
  • A mesma medida da lata de leite
  • Gostas de essência de baunilha
  • 2 ovos batidos
  • Fatias de pão de mais ou menos 1 cm
  • Óleo para fritar
  • Açúcar e canela para polvilhar

Misture bem o leite condensado com o leite e a essência de baunilha e reserve, em outra vasilha bata bem os ovos. Leve o óleo ao fogo e o deixe numa temperatura bem aquecido. Passe as fatias de pão na mistura de leite e depois nos ovos batidos e frite no óleo quente, deixe escorrer sobre um papel toalha e depois passe na mistura de açúcar e canela.

*Fonte – Encarte pão de açúcar.

Eu adoro esses canudinhos!!

Image and video hosting by TinyPic

Eu penso que muita gente vai falar que esse canudinho é cafona, mas eu amo, amo de paixão e sou uma pessoa muito livre desses preconceitos, muito tranquila mesmo. Hoje fui comprar umas coisinhas para aniversário do Rapha e trouxe comigo muitas coisinhas cut-cuts quem sabe não divido aqui com todos vocês! Agora coragem, e começe a deixar sua bebida mas graçinha com esse coloridos canudos!

*Quero agradecer a ajuda quanto a receita do pirulito era no blog da vivian que tinha visto mesmo, e adorei todas as dicas, é isso que me faz blogar essa corrente de amigos tão legais que encontrei aqui. Obrigada sempre e se precisar é só pedir socorro aí também em?! rs