Dica da Cris!

Image and video hosting by TinyPic

Quando a minha querida Cris dá uma dica eu já corro para conferir pois sei que são quentes, essa tortilha foi mais uma das dicas dela e aqui em casa adoramos, fiz uma carne assada de um blog também indicado por ela que servi nessa tortilha com o molho de mostarda receita da própria Cris, fica para um próximo post. Depois da carne assada sobraram algumas tortilhas que foram usadas para finalizar uma tarde de domingo. Coloquei na chapa uma tortilha tirinhas de mussarela, pedaçinhos de tomate seco e reguei com o azeite que conserva o tomate e tem todo sabor do mesmo e dos temperinhos, tampei com outra tortilha e levei ao fogo brando, virei e quando servi ela estava crocânte e com o queijo totalmente derretido e com o sabor do tomate seco. Delícia! Cris você sabe da minha admiração, do meu carinho e tudo que sinto por ti né?! Muito obrigada sempre!

Image and video hosting by TinyPic

Carne de sol com feijão verde

Image and video hosting by TinyPic

Tem muitas maneiras de juntar esses dois ingredientes, mas eu quase sempre escolho essa que é uma das minhas favoritas. O prato mais simples impossivel, e mais saboroso também é impossivel! Cozinhei o feijão que é bem macio, escorri retirando toda a água, esquentei uma frigideira de fundo grosso, adicionei uma boa quantidade de manteiga do sertão, cebola, alho processado com sal e refoguei, juntei o feijão e finalizei com coentro. A carne foi dessalgada, e cortada em pedaços grandes, depois frita num tantinho de azeite e acebola. Isso pra mim é o céu.
Para quem não conhece o manteiga do sertão aí vai uma fotinha.

Image and video hosting by TinyPic

Uma ida a feira!

Image and video hosting by TinyPic

Um passeio na feira livre, e um encontro com um rapaz muito simpático e alto astral que retirava os feijões verdes da vagem com uma abilidade que fiquei admirada. Eu fiquei um tempo olhando e confabulando com o marido se deveria resistir e não trazer para casa uma bacia daquele lindo e saboroso feijão ou se não resistiria e no final não resistimos e eu trouxe uma bacia do feijão e de quebra ainda ganhei alguns lindos limões taiti. Com o feijão em mãos resolvi que precisava também de lindo pedaço de carne de sol e foi então que encontrei essa carne saborosa por demais. Amanhã eu conto o destino que dei aos ingredientes para todas vocês!

Image and video hosting by TinyPic

Carne de sol é uma peça de carne que é salgada e seca no sol, no tempo.
Carne seca é salgada e curtida em estufas.

Canjiquinha com costelinha de porco

Image and video hosting by TinyPic

O calor forte só deu mesmo o ar da graça e desapareceu, sendo assim resolvi tirar minha canjiquinha do armário e fazer uma comidinha quente, e substanciosa. E sai esse prato tradicional de Minas mas que faz bonito nas panelas goiânas também (risos). Talvez a canjiquinha não seja conhecida de todos, por isso vou colocar algumas fotos do produto ilustrando o post.

Image and video hosting by TinyPic

  • 250 g de canjiquinha amarela
  • 3 xícara (chá) de água quente
  • 1 q de costelinha de porco
  • Suco de 1 limão
  • 4 dentes de alho picadinhos
  • Sal a gosto
  • 3 colheres (sopa) de óleo
  • 2 colheres (sopa) de bacon picado
  • 2 cebolas grandes picadas
  • 1 folha de louro
  • 1/2 xícara (chá) de molho de tomates
  • 2 colheres (sopa) cheia de salsinha picada

Coloque a canjiquinha em uma tigela e cubra com água fria. Deixe de molho por 3 horas. Tempere as costelinhas com o suco de limão, o alho e o sal. Cubra e deixe na geladeira por 1 hora. Escorra a canjiquinha, coloque em uma panela e cubra com a água quente. Cozinhe por 30 minutos ou até que fique macia. Aqueça o óleo e frite o bacon (retire o bacon depois de dourado e reserve) e refogue as costelinhas até dourarem (vá pigando água quente na panela aos pouquinhos para que a costelinha possa cozinhar). Depois da costelinha cozida, junte o bacon e acrescente as cebolas, o louro, o molho de tomates e a canjiquinha cozida. Corrija o sal e acrescente água, se necessário. Deixe ferver por 10 minutos. Salpique com salsa picada e sirva com um arroz bem fresquinho.

Image and video hosting by TinyPic

*Amanhã Rapha volta a sua rotina normal e vou responder os emails, os pedidos que pessoas queridas me enviaram e volto a visitar regularmente todas as pessoas queridas!

Fica Bom!

Image and video hosting by TinyPic

Esse nome te faz lembrar de alguma coisa?! Sim é ele mesmo uma cópia do famoso picolé da kibom Chica Bom! Eu acho incrível a persistência de uma criança, tem dois finais de semana que vamos almoçar no shopping e todas as vezes o Rapha fica pedindo para o pai comprar forminhas graciosas para sorvetes, e nesse sábado já no caminho ele foi rezando a missa para comprar as tais forminhas, e saímos de lá com as preciosas. Chegando em casa resolvi que testaria essa receita que acredito estar na lista de espera a um ano e agora vai fazer parte da lista de sobremesas da minha casa, pois é simplismente divino, muito, muito cremoso.

  • 800 g de doce de leite cremoso ( utilizei 2 latas de leite condensado cozidas na panela de pressão por 20 minutos, deixei esfriar totalmente e só depois abri as latas)
  • 2 latas de creme de leite (Uma com soro e outra sem soro)
  • 8 colheres (sopa) de chocolate em pó (não pode ser achocolatado)

Numa batedeira coloque o doce de leite, o creme de leite e o chocolate. Bata bem até ficar bem homogêneo. Coloque a mistura nas fominhas de sorvete ou em um pote para sorvete e leve ao freezer por 12horas. Depois é só servi e esperar os elogios.

*É bastante doce, e muito saboroso.

* Fonte: Mais Você

Italian Beef

italianbeef1.jpg

Escolhi para irmos em uma birosca da outra rua que servem um Italian Beef dos Deus, chegando lá o estabelecimento bateu as portas, fechou de vez.
Logo bateu aquele nervoso, olhei para o my love “e agora ?”
– Vamos em outro lugar.
– Não, não serve … tem que ser esse prato e …
Depois de 30 minutos de rolo – exagero, foram só uns 3 minutos de barraco – paramos na outra birosca da esquina e descemos rezando para ter o tal prato lá.
É dos Deus!
É um pão francês normal com muiiitaaaa carne fatiada bem fina, um queijo mussarela derretido por cima – só faltou o ovo – e o segredo é que vem acompanhado de um caldinho de carne. Amiga, você mergulha o trem e come, mergulha novamente e segue em frente sem olhar pra trás, de repente você olha “cadê ?”
Nossa .. adoro isso.

Beijinhos,
Jê ( Coisas de Deus

Agradecimento!

Image and video hosting by TinyPic

A muito tempo queria ler esse livro, mas não tinha comprado e o tempo ia passando e nada de comprar o tal livro, foi então que no natal a Márcia, um fofa que também trabalha na equipe do maridinho me presenteou com o livro, eu fiquei imensamente feliz e muito agradecida viu Márcia?!

Image and video hosting by TinyPic

Márcia querida eu não me esqueci que devo o bolinho de mandioca e pretendo pagar em breve. Bom depois que ela me deu o livro fiquei pensando numa maneira de agradecer, foi quando me veio na cabeça um bolinho que faço sempre aqui em casa receita que peguei da minha amiga Claúdia, mas que uma outra amiga querida Akemi , deu uma repaginada na receita e ficou tão fofinho que resolvi que seria essa minha escolha para agradecer.

Image and video hosting by TinyPic

Esse bolinho de fubá é sem dúvida o meu preferido, e a receita você pode encontrar aqui no blog ou então aqui na cozinha da Akemi!

Por fim os bolinhos dentro da caixinha prontos para serem entregues.

Image and video hosting by TinyPic