Crepe na rua

Da série coisas que andei comendo nas férias

Image and video hosting by TinyPic

Pensa que eu estava num belo restaurante?! Engano seu, eu estava numa feira de rua que existe a bastante tempo em Goiânia, que leva o nome de FEIRA DA LUA! Entre várias coisas que se encontram por lá, tem uma parte da feira todinha dedicada a alimentação, é tudo assim bem limpinho e bem saboroso.

Crepe de chocolate

Image and video hosting by TinyPic

Um mimo de quintal

Nos lugares por onde fui passando fui me lembrando de registrar as coisas mas simples e encantadoras que encontrei, e em Caldas Novas encontrei esse quintal fofo, cheio de temperinhos e coisinhas gostosas, eu sempre penso no quanto eu ficaria feliz tendo um local para plantar meu próprio alimento.

Jiló no pé

Image and video hosting by TinyPic

Capim cidreira

Image and video hosting by TinyPic

Hortelã baiano e bem no cantinho alecrim

Image and video hosting by TinyPic

Ultimo jantar antes de viajar

Image and video hosting by TinyPic

Antes de sair de viagem eu tinha que acabar com algumas coisinhas que ainda restavam em minha geladeira, então para dar fim em tudo que ainda tinha por lá, optei por um risoto, e esse foi meu ultimo jantar antes de viajar.

O risoto no esquema de sempre se alguém ainda não sabe é só digitar a palavrinha risoto na procura aí, e dar uma olhada. Nesse eu utilizei os restinhos que habitavam minha geladeira, uma abobrinha pequena, um pouquinho de brócolis, um tomate sem sementes, cebola, alho e para finalizar eu utilizei duas colheres de sopa de requeijão cremoso que também estava aberto e precisava ser utilizado. E as barriguinhas daqui ficaram muito feliz. O risoto é uma ótima maneira de aproveitar restinhos de vegetais.

Duas amigas e um jantar

Image and video hosting by TinyPic

Dias atrás eu estava a procura de uma receita para meu jantar, chamei minha querida amiga Cris no MSN e perguntei pra ela como poderia fazer a receita do molho barbecue dela modificando o açúcar, pois eu não tinha glucose de milho em casa e já por volta das 17hs não queria mais bater perna no hipermercado, ela como sempre prontamente me ajudou e me orientou direitinho, aí pensei em outra pessoa muito querida pra mim a Clarice, sim ela mesma aquela que pilota perfeitamente o pecado da gula, e com ela aprendi a usar o panko, aqui nessa casa o panko faz sucesso tudo que eu empano com ele depois de fritar ou assar fica mil vezes mais crocânte e sequinho é realmente uma farinha diferente para empanar, ela tem a textura diferente e o resultado final é totalmente diferente também da famosa (aqui no Brasil) farinha de rosca. E foi bem assim unido receitas de duas amigas tão queridas para mim que tive um jantar delícioso! Obrigada sempre por abrir a porta de suas cozinhas sempre com tanto carinho pra mim!

Utilizei iscas de frango, que temperei com o tempeirinho de sempre, limão, alho, sal e pimentinha tudo macerado na hora e depois passei na farinha de trigo, ovos (que bati com um toquinho de sal e pimenta do reino), e por ultimo no panko, e fritei em óleo quente. E saíram assim sequinhos, sequinhos e bem crocântes.

Para o molho:
1/2 xícara de glicose de milho (tipo Karo)1/2 xícara de cebola picadinha (opcional)1/2 xícara de catchup1/4 xícara de vinagre (eu uso de arroz)1/4 xícara mostarda1/4 xícara de molho inglêscheiro verde picado bem finoEu faço este molho de duas maneiras:
1) Derreto a glicose de milho no microondas, misturo tudo aos poucos e vou testando o sabor, acrescento ou reduzo as quantidades dos ingredientes de acordo com meu paladar e sirvo sem cozinhar, neste caso omito a cebola.
2) Numa panela, misturo todos os ingredientes e cozinho por 15 minutos.

A receita do molho eu copiei exatamente como estava no blog da Cris pois ela me autorizou tempos atrás a fazer isso, eu agradeço imensamente a confiança. Cris esse molho é bem mais que maravilhoso ele é mesmo perfeito!

Vou deixar aqui uma foto da farinha panko pra quem não conhece ainda

Image and video hosting by TinyPic

Chica doida!

Image and video hosting by TinyPic

Essa pra mim foi a sensação da viagem em termos de comida, pois é uma novidade e a considerei uma adorável novidade, trata-se de uma pamonha feita bem molhinha como se fosse um creminho com bastante pimenta, frango desfiado, piqui e milho cristal (milho cristal em goiás é igual a milho refogadinho por aqui), isso tudo com bastante queijo tudo bem quentinho e o queijinho puxa-puxa é realmente uma delícia. Na próxima semana vou testar a receita e se tudo correr bem volto para divulgá-la (risos).

Image and video hosting by TinyPic

Um modelo pra mim!

Image and video hosting by TinyPic

Ele não é super heroí, não descobriu o Brasil, não resolveu o problema da fome por aqui, nem dá falta de água no Nordeste, mas me levantou quando era criança e volta e meia tomava alguns tombos, fez todos meus sanduchinhos de mortadela e com todo carinho arrumava minha lancheira e me levava para escola, sem falar quando morei com ele na fazenda que ele com todo carinho enterrava as melâncias para que eu pudesse comê-las bem geladinhas e assim combater o calor do cerrado, também me ensinou a nadar, a pescar, a cuidar das galinhas no terreiro, me ensinou a respeitar o próximo, com seu jeito forte e doce ao mesmo tempo, me ensinou a amar e perdoar sempre! Hoje depois de uma longa temporada pude novamente mergulhar no azul da cor do mar de seus olhos e reviver toda a minha vida como se fosse assim um feliz flachback. Eu não posso não dizer que fui feliz em volta dos braços dele, não posso não admitir que ele é tudo pra mim, ele é simplismente meu AVÔ!

Logo as receitas voltam por aqui, amanhã vou ver se consigo postar a sensação do momento em termos gastronômicos no estado de goiás.

Uma ida ao cerrado

Image and video hosting by TinyPic

Andando pelas estradas do cerrado posso sentir o cheiro da minha infância, ao fechar os olhos posso sentir o calor do fogão de lenha, o cheiro do biscoito de queijo e o perfume do café fresco, já imagino as flores do piqui, o perfume da dama da noite e essa é realmente a tradução do cerrado que tenho em minhas lembranças! O cerrado é sem dúvidas pra mim encantador!

Logo estarei visitando a todos novamente, e deixo aqui meu muito obrigada pelas visitas e pelos emails, já estou aos poucos respondendo, foi uma viagem legal e também com alguns atropelos mas tudo está bem, vou contando tudo aqui na medida do possível.