Rosbife

rosbife

Eu sempre evitei fazer rosbife no meu cafofo, por ser um apartamento e o fato de fritá-lo em panela aberta, me dava arrepios até que comprei minha bíblia da cozinha, o livro Panelinha e descobri que não seria uma falta de respeito total fazer o meu rosbife no forno e posso te contar uma coisa? Descobri o céu, desde então faço rosbife perfeito, que me rende lanches maravilhosos e no calor pode ser servido com um bom molho e legumes cozidos no vapor.

Na cestinha: 500 g de filé mingnon limpo – 1 colher (chá) de mostarda em pó – sal e pimenta do reino à gosto – óleo de canola para untar.

Para o preparo ; Preaqueça o forno a 220 graus (temperatura alta). Esfregue a mostarda em pó em toda a carne. Quando o forno estiver bem quente, unte uma assadeira com óleo, coloque a carne, tempere com sal e pimenta do reino e leve ao forno. Deixe assar por 15 minutos na temperatura máxima. Abaixe o fogo para 180 graus e deixe a carne assar por mais 15 minutos. Retire a assadeira do forno e cubra a carne com papel alumínio. Deixe a carne descansar por 10 minutos. Depois basta fatiar seu rosbife e servir como preferir. Eu gosto de montar sanduíches, esse levou um molho a base de maionese de cebolas, salada e minhas lindas fatias de rosbife.

*Fonte – Livro Panelinha.

 

Polenta mole com gorgonzola

polenta com gorgonzola

Vou contar uma coisa pra vocês, sou doida com polenta é tipo assim uma comida de pirar o cabeção, e mesmo no calor faço a danada da polenta – quando estive em Minas comi muito angu foi quase um ritual pra mim, angu com quiabo, angu com molhinho de frango caipira,  é muito amor a comida do mineiro gente. Bem, se liga: polenta, angu, canjiquinha, angu de milho verde é um LUXO, é assim a cara da riqueza.

Para a polenta

Ingredientes

2 xícaras (chá) de fubá ou de sêmola de milho
9 xícaras (chá) de água
1 colher (sopa) de sal
4 colheres (chá) de queijo parmesão ralado

Modo de Preparo

1. Numa panela grande, aqueça a água em fogo médio. Quando ferver, acrescente o sal e abaixe o fogo. Com a colher de pau em uma mão, vá mexendo a água, e com a outra mão, pegue um punhado de fubá (ou de sêmola de milho) e vá soltando aos poucos, num fio constante. Acrescente todo o fubá dessa maneira e deixe cozinhar por cerca de 30 minutos, mexendo sempre com a colher. A polenta estará pronta quando se desprender das paredes e do fundo da panela.
2. Acrescente o queijo parmesão e misture bem até que ele derreta. Coloque um pouco de polenta num prato fundo, aperte o centro com a colher e coloque um pedacinho de gorgonzola, o mesmo vai derreter e deixar a sua polenta incrivelmente maravilhosa – a minha eu coroei com um belo pedaço de rabada (feita com tempo, deixando cozinhar lentamente e até começar a soltar do osso).