Carne, queijo, crisp de bacon e chutney de cebola

Cebola

Brisando na Cozinha do FeijaoNoPrato, e dois ou três dedos de prosa – Tive o prazer de mais uma vez esse ano tornar real uma amizade virtual e ainda participar das pequenas doses de trafico de alimentos e ingredientes que rola nos bastidores do Encontro Gourmet e não poderia jamais deixar de dividir com vocês essa delícia, o incrível chutney de cebolas dessa moça linda e encantadora e olha como sou boa gente vou contar como você pode encontrar essa *gostusura, correr lá no blog dela que vou deixar aqui e fazer sua encomenda que ela envia potes cheio de delicias e cercado de carinho.

Eu fiz um hambúrguer, com queijo cheddar e por cima coloquei uma boa porção desse chutney e para finalizar um crispe de bacon bem crocante.

Para o hambúrguer – 1q de fraldinha, 4colheres (sopa) de azeite e 3 colheres (sopa) de água gelada, amasse bem até que essa carne pegue uma liga, molde os hambúrgueres de 150g de leve na chapa quente, tempere com sal e pimenta moídos na hora, quando virar essa carne tempere novamente com sal e pimenta moídos na hora, coloque o queijo abafe e deixe derreter, coloque no pão, coloque uma porção da cebola e finalize com crisp de bacon.

Para o bacon basta levar as fatias ao micro-ondas e deixar que as mesmas fritem e fique crocantes, pode ser no forno no fogão também, depois basta quebrar com ajuda de uma faca em pedacinhos que ficam bem crocantes.

Anúncios

Sanduba e a tal da economia doméstica

Sanduiche

Bom meu povo, semana passada abri ao lado nas categorias, uma especial “Economia Doméstica” é que a muito tempo venho pensando a respeito disso, vejo sempre as pessoas reclamarem do preço das coisas, do aumento que vem sempre aparecendo, da sensação de ir ao mercado pela manhã e voltar a tarde e o preço não ser mais o mesmo, e por essas e outras histórias eu resolvi fazer essa categoria aqui no blog. Acredito que o grande vilão de gastos estratosféricos em supermercados está na falta de planejamento e organização e isso deve ser feito bem antes de pensar em chegar até o hiper.

1 – Se alimente bem antes de ir as compras.

2- Faça um cardápio semanal

3- Se programe no sentido de encontrar uma carne ou frango ou peixe mais em conta ou qualquer legume e fruta.

4- Pesquise os produtos que estão na época .

5- O alimento que vê que virou o vilão da vez no quesito preço, fuja dela, substitua ou simplesmente pare por um tempo de consumi-lo.

Com essas pequenas atitudes já vai sentir a diferença – eu fiz carne de panela, já cozinhei um pouco a mais pois como o preço estava bom eu comprei um pouco a mais e fiz um pouco de picadinho com legumes, outro pedaço com batatas e ainda me sobrou um pedaço para desfiar e fazer sanduiches e saladas e isso é planejar é economia doméstica. Espero de verdade que gostem dessa categoria.

Para o *sanduba em questão, eu utilizei carne de panela desfiada, queijo mussarela derretido na fridideira em água quente e para enriquecer, saladinha de mini agrião e tomatinhos em cubos isso tudo regado com azeite honesto.

Torta de Liquidificador nada mais do que mais do mesmo, só que não

bolo salgado

Torta de liquidificador já é um clássico nas cozinhas brasileiras, mas sempre feitas em tabuleiros – mas devo dizer que achei um charme essa feita na forma de mini bolo de anel, e fica tão simpática para ir a mesa. Os recheios podem variar e muito – no melhor estilo, aquilo que sua imaginação alcançar e claro tendo a parcimônia de combinar os sabores (as de legumes moram no meu coração).

Massa:
3 ovos
1 xícara de óleo (menos um dedo)
2 xícaras de leite
1 xícara de queijo ralado
2 xícaras de farinha de trigo
1 pitada (reforçada) de sal
1 colher de sopa de fermento em pó

Bata todos os ingredientes da massa no liquidificador (com exceção do fermento, que deve ser adicionado depois). Coloque metade da massa em uma assadeira de anel (untada e enfarinhada) coloque o recheio de sua preferência e cubra com o restante da massa.

*Fiz uma com recheio de frango e catupiry e outra com refogadinho de carne moída com ervilhas frescas e pedacinhos de queijo do reino.

*Visite essas outras idéias de recheio para tortas de liquidificador. Aqui ou aqui ou aqui

Sal grosso, pimenta em grãos, pilão e um almoço

carne no sal

Você procura uma receita para fazer com sua peça de fraldinha?! Essa é aquela receita matadora, une as melhores características , receita simples e sabor insuperável – uma carninha que faz bonito para acompanhar um risoto ou uma massa ou mesmo para fazer belos sanduíches no fim de tarde ou almoço tardio, para isso basta ter pãozinho francês fresquinho e uma boa salada e boa vontade para montar seus sandubas, uma breja ou suco gelado e pronto.

Para executar a receita – pegue sua peça de fraldinha e limpe bem, retirando a gordura e reserve. No pilão coloque sal grosso, grãos de pimenta preta e um dente de alho, sofra essa mistura no pilão e com a carne sobre uma tábua, passe o tempero por ela inteira em todos os lados e reserve. Aqueça uma chapa ou pedra sabão e a mesma deve ficar *bemmmm quente, passe pela carne um pouco de azeite e coloque na chapa quente e deixe dourar de um lado, vire e deixe dourar do outro, desligue e deixe a carne descansar um pouco, para que ao cortar os sucos não escapem, e quando terminar de servir sua mesa, aí sim corte sua carne em fatias fininhas e sirva com acompanhamento escolhido.

 

Ragú de carne de segunda e uma polenta

ragú

Essa é sem dúvida uma comidinha cheia de carinho é algo que me remete ao tempo que realmente cozinhavam com paciência, tranquilidade e estar a volta da mesa não era um programa de domingo e sim uma atividade diária a vida parecia parar no tempo são coisas que a correria do dia a dia fez com que se perdesse no tempo. Bom movida por uma larica *ploc monster vinda de uma nova amiga né Carol, que ao sentarmos juntas para dividir um lanche, falava da polenta molinha, feita em camadas por sua avó e essa história me levou a esse ragú servido com a tal polenta molinha, não era a polenta da avó da Carol que tenho como certo que se trata de um alimento carregado de carinho e amor, mas foi feito também com esses sentimentos e ficou muito bom.

Na cestinha – 1q de carne de segunda cortada em cubos, 1 lata de tomates pelados picadinhos, 1 cebola grande picadinha, alho, sal e pimenta à gosto. Coloque uma panela com água para ferver – pegue uma panela pesada, tipo ferro e coloque para aquecer, regue com um fio de azeite e um chorinho de óleo de cozinha, e coloque seus cubos de carne temperados para dourar, junte a cebola e a cenoura picadinha e comece a pingar a água quente, tampe a panela e quando secar coloque mais água quente e vai nesse processo até que a carne esteja macia, leva entre 1 a 2 horas, com a carne macia some a lata de tomates pelados, faça a correção dos temperos e deixe o molho apurar, sirva em seguida. Eu servi com polenta mole, se quiser receita tenho muitas aqui no blog, só procurar na busca, fica muito bom com um arroz branquinho, ou purê de batatas e até mesmo sobre uma massa cozida al dente.

Rocambole de carne e um novo forno

rocambole

Ontem foi dia de eleição, eu como muitas pessoas acredito teriam que votar pela manhã e voltar para fazer seu almoço ou fazer seu dever cívico depois do almoço e eu fiquei com a primeira opção e já pensando que teria os meninos para alimentar e que esse almoço não poderia ser nem demorado nem complicado, resolvi testar o SolarDom e fazer esse rocambole – foi o melhor rocambole que já fiz, pois devo dizer que odeio rocambole de carne seco e todas as vezes que faço no forno convencional eu coloco um pouco de iogurte na carne para justamente evitar que o mesmo fique seco e ontem eu consegui um rocambole douradinho por fora e assado dentro e bem úmido dentro e sem o iogurte, adorei o resultado.

Na cestinha – 500g de carne moída – 1 colher de sobremesa de manteiga – 1 ovo – 2 colheres de sopa de aveia em flocos finos – 1 lata de milho e ervilha (aquela que já vem misturadinho) – 100 g de queijo mussarela fatiado – 100 g de presunto fatiado – 200 g de bacon em fatias – temperos a gosto (eu coloquei alho sofrido no pilão, sal e pimenta do reino moídos na hora).

Preparo – Coloque a carne, o ovo, aveia , manteiga e os temperos numa travessa e misture até que pegue uma liga e reserve. Em uma tábua grande, abra uma folha de papel alumínio e coloque as fatias de bacon lado a lado, abra a carne por cima e coloque o presunto, queijo e a mistura de ervilha e milho, comece a enrolar o rocambole com a ajuda do papel, depois de fechadinho eu o coloquei na assadeira, sem o papel alumínio e fechei bem as pontas. Levei no forno SolarDom por apenas 25mts e saiu assim, úmido, douradinho e lindo.

Fonte – Informações desse forno você tem aqui.

Rosbife

rosbife

Eu sempre evitei fazer rosbife no meu cafofo, por ser um apartamento e o fato de fritá-lo em panela aberta, me dava arrepios até que comprei minha bíblia da cozinha, o livro Panelinha e descobri que não seria uma falta de respeito total fazer o meu rosbife no forno e posso te contar uma coisa? Descobri o céu, desde então faço rosbife perfeito, que me rende lanches maravilhosos e no calor pode ser servido com um bom molho e legumes cozidos no vapor.

Na cestinha: 500 g de filé mingnon limpo – 1 colher (chá) de mostarda em pó – sal e pimenta do reino à gosto – óleo de canola para untar.

Para o preparo ; Preaqueça o forno a 220 graus (temperatura alta). Esfregue a mostarda em pó em toda a carne. Quando o forno estiver bem quente, unte uma assadeira com óleo, coloque a carne, tempere com sal e pimenta do reino e leve ao forno. Deixe assar por 15 minutos na temperatura máxima. Abaixe o fogo para 180 graus e deixe a carne assar por mais 15 minutos. Retire a assadeira do forno e cubra a carne com papel alumínio. Deixe a carne descansar por 10 minutos. Depois basta fatiar seu rosbife e servir como preferir. Eu gosto de montar sanduíches, esse levou um molho a base de maionese de cebolas, salada e minhas lindas fatias de rosbife.

*Fonte – Livro Panelinha.