Musse de chocolate da Diva do Chocolate pra chamar de seu

chocolate

Como avisa a Diva do Chocolate minha querida amiga Simone, é sempre bom ter uma receita certeira de mousse de chocolate e essa é o bicho, pode confiar. Vem do livro Loucuras do Chocolate que tenho como meta fazer todas as receitas do mesmo esse ano, estou na quinta receita e todas com resultados perfeitos como tudo que a Simone faz.

Vamos a cestinha – 270 g de chocolate amargo ou meio amargo, 120g de manteiga, 75g de gemas peneiradas (gemas de 5 ovos médios), 195g de claras em neve (clara de cinco ovos médios), 90g de açúcar, cacau em pó para polvilhar.

Derreta o chocolate meio amargo e a manteiga no banho-maria ou na potência média do micro-ondas por cerca de 2min30s ou até que esteja completamente derretido. Adicione as gemas peneiradas e bata bem com um fouet, até que a mistura fique homogênea. Bata as claras em ponto de neve. Sem parar de bater, adicione aos poucos o açúcar. Com isso pronto, adicione cerca de 1/3 desse merengue na mistura de chocolate e gema. Misture até incorporar bem, só então adicione o restante do merengue. Quando a mistura estiver homogênea, despeje em um refratário e leve para gelar por cerca de 2 horas. Polvilhe cacau em pó antes de servir.

Rende 6 porções.

*Fonte – Livro Loucuras do Chocolate da Diva Simone.

Macarrão frito e dois dedos de prosa

macarrão frito

Esse é um prato bem tradicional em Goiás e a última vez que comi essa massa foi em um dos últimos almoço em família que tive com a presença do meu pai ainda vivo – me lembro de estar ali a beira do fogão com minha querida prima Pamela que pilotava a panela dessa massa tão simples e tão carregada de histórias pelo povo goiano – sim meninas cozinhar é uma arte dominada por várias mulheres da minha família – depois de tanto tempo fui eu que pilotei a panela fazendo esse prato pro meu Rapha que é apaixonado por esse macarrão, enquanto fazia me lembrava de ver minha família feliz ali na chácara do meu pai, com ele em tratamento mas ali, conversando, contando piada, dançando com seu jeito doce – e mexendo o extrato que fritava, minhas lágrimas caiam com elas boas lembranças e a comida é isso.

Na cestinha – Coloque numa panela de fundo pesado, uma boa regada de azeite e ao aquecer refogue o alho sofrido com sal no pilão, junte uma lata de extrato de tomate e com o fogo baixo vai fritando esse extrato, coloque uma boa pitada de açúcar e um toquinho de água e continue fritando, até que esse extrato tenha reduzido e os sabores dos temperos tenham se firmado, e a acidez tenha se perdido, nesse momento junte a massa cozida al dente (para uma lata de extrato pode utilizar um pacote de massa). Regue com um poquinho mais de azeite e sirva em seguida.