Coletivo gastronômico – Sopa Creme de Legumes e Nata

Sopa Creme de Legumes com Nata

Gente se liga nessa história que vou contar aqui pra vocês ; Nasce hoje um projeto muito, muito legal na verdade o projeto nasceu do encontro de alguns blogueiros e nascimento de uma amizade, de muita conversa, de encontros e feijoada, papo de mamães, papo de comidinhas gostosas, técnicas e muito mais – e foi assim que nasceu o tema do mês para coroar o nosso inverno, que venham as sopas e se ligue em todos os links que vou deixar aqui pra vocês, visitem e conheçam, sigam pois só gente phina nesse lindo projeto.

Para minha sopa segui a linha do blog, comida sem mistérios e ao alcance de todos – então utilizei 300 g de batata inglesa, 300g de mandioquinha, 1 abobrinha média, 3 cenouras, couve flor – em uma panela eu refoguei uma cebola picadinha no azeite e dois dentes de alho, juntei os legumes picados grosseiramente e somei um água fervente até cobrir o legumes temperei com sal e pimenta moídos na hora, e com a panela semi tampada deixei que esse legumes ficassem cozidos e bem macios. Retirei os legumes da panela sem o caldo e processei com auxilio do mix, colocando o caldo quente aos poucos para que ficasse na consistência de um creme. Servi na tigelinha de sopa e somei uma boa colherada de nata batida levemente com fouet e salsinha picadinha (poderia ser também queijo cremoso, creme de ricota).

A Casa Encantada

My Flavors

Ana Cláudia na Cozinha

Cozinha da Gertrudes

Se Eu Fiz Vc Faz

O que temos hoje Elisa?

Burburinho na Cozinha

Delicious by Mari

Artes da Mel

Gastronomia &+

Minha Marmita Tem

Better Call San

Gordices

Gastronomia &+

Panela e Paixão

Anúncios

Direto da cozinha da vizinha pra minha – Bolinho de jiló

bolinho

Se tem algo que o blog me trouxe e sempre traz são boas amizades – que a cada reencontro gera muitos papos, risadas, troca de experiências, fofocas das boas e fortifica ainda mais os laços dessas amizades – a Patricia foi mais uma amiga que ganhei ano passado por conta dessa cozinha virtual aqui e ela é uma pessoa super divertida, alto astral enfim e a bicha ainda cozinha bem, não ninguém merece né?! Bom e nos encontramos esses dias em um evento e a bicha já chegou toda  montada na felicidade pois vinha de um boteco, eu mereço?! Descreveu os bolinhos que traçou por lá de tal maneira que ficou mesmo irresistível não replicar a receita (não copiei eu recriei pois como diz o mestre Atala cozinheiro não copia faz releitura da receita – kkkkk). Bom então na minha releitura do bolinho luxo de jiló eu recheei com queijo ao invés da linguiça, versão que ainda quero fazer. Genthenn não deixei de fazer esse bolinho pra acompanhar a serva do final de semana, vai por mim.

Para executar – 100g de cebola picada finamente / 50g de alho triturado / 1 colher de sopa de azeite / 250 g de jiló picado bem miúdo / 1/2 colher de sopa de sal / 1/2 colher de chá de pimenta do reino / 200ml de água / 300g de farinha de trigo / 1/2 maço de salsinha e queijo mussarela cortado em palitinhos para rechear. Para prepara a massa – Em uma panela aqueça o azeite em fogo baixo e refogue a cebola e o alho até murchar, junte o jiló e refogue por 5 minutos até começar a mudar de cor. Tempere com sal e pimenta. Caso queira uma massa mais pedaçuda e verdinha não refogue o jiló por muito tempo e se quiser a massa mais lisinha refogue o jiló por 10 minutos. Adicione a água e quando começar a ferver acrescente a farinha de uma só vez, mexendo vigorosamente até que a massa desgrude do fundo da panela. Deixe essa massa esfriar e depois molde os bolinhos recheando com queijo e para empanar eu passei na farinha de trigo, leite e farinha de rosca. Frite em óleo quente e sirva assim quentinho com o queijo bem puxa puxa.

Fonte – Gastronomia & +