Edna a doceira (Tiradentes)

doceira

Tiradentes rende um livro de histórias fácil fácil – Edna é a doceira da maria fumaça, vem de uma família de escravos e domina com maestria a arte de fazer doces. Uma figura linda, doce, feliz e poética. Criou os filhos fazendo e vendendo seus doces na maria fumaça – Eleita por mim como a dona da paçoquinha mas memorável que comi na minha vida (paçoca socada no pilão com açúcar na medida certa). E se passar por Tiradentes e tiver o prazer de fazer esse passeio pode estar certo que vai encontrar a Edna por lá e se eu fosse você não deixaria de provar também o pirulito de mel que é fantástico.

*Viajando com a família Trapo.

Anúncios

Um risoto maravilhoso e uma foto ruim

risoto

Calma me povo eu bem sei que a foto está assim o ÓÓÓ do borogodó – mas o risoto estava tão bom, mas tão bom que resolve postar assim mesmo e não deixar mais essa perdida no fundo do baú ou melhor dos arquivos. E olha tem segredo nenhum, basta digitar na busca risoto e vai encontrar o modo de preparo fácil fácil – nesse eu utilizei um bom e honesto caldo de legumes, vinho branco e no final já com o fogo desligado eu adicionei rapas de limão siciliano e o suco do mesmo, adicionei parmesão ralado um bom naco de manteiga e uma regada generosa de azeite e pronto – comida sem segredos.

Sal grosso, pimenta em grãos, pilão e um almoço

carne no sal

Você procura uma receita para fazer com sua peça de fraldinha?! Essa é aquela receita matadora, une as melhores características , receita simples e sabor insuperável – uma carninha que faz bonito para acompanhar um risoto ou uma massa ou mesmo para fazer belos sanduíches no fim de tarde ou almoço tardio, para isso basta ter pãozinho francês fresquinho e uma boa salada e boa vontade para montar seus sandubas, uma breja ou suco gelado e pronto.

Para executar a receita – pegue sua peça de fraldinha e limpe bem, retirando a gordura e reserve. No pilão coloque sal grosso, grãos de pimenta preta e um dente de alho, sofra essa mistura no pilão e com a carne sobre uma tábua, passe o tempero por ela inteira em todos os lados e reserve. Aqueça uma chapa ou pedra sabão e a mesma deve ficar *bemmmm quente, passe pela carne um pouco de azeite e coloque na chapa quente e deixe dourar de um lado, vire e deixe dourar do outro, desligue e deixe a carne descansar um pouco, para que ao cortar os sucos não escapem, e quando terminar de servir sua mesa, aí sim corte sua carne em fatias fininhas e sirva com acompanhamento escolhido.

 

Virada´s do Largo – Tiradentes (MG)

entrada

Vou dividir com vocês as andanças do Feijão no Prato e família Trapo por mundão de meu Deus – Uma de nossas paradas foi em Tiradentes (MG), local que no meu conceito deveria fazer parte do roteiro de todo mundo que gosta de cozinhar e comer bem, um lugar cheio de sabores, tradições e com muita bossa.

Quando estive lá, visitei inúmeros lugares que depois vou dividindo com vocês ao longo do tempo, mais o fato que não poderia sair de lá sem ir ao Virada´s do Largo e quando cheguei fui recebida pela própria Beth Beltrão, uma figura sensacional, cheia de mineirice ao falar e cozinhar – já vai logo avisando que se está com pressa melhor não se sentar pois ali é um lugar para comer tranquilo, degustar uma cachaça e curtir o tempo próprio de Tiradentes, acredite lá tudo é diferente – eles tem seu próprio relógio.

cardapio

No cardápio ingredientes autênticos da cozinha mineira, a grande maioria vindo da própria horta da Beth que fica no fundo do restaurante e pode ser contemplada pelos clientes sentados em suas mesas. O Mucadim di Gustuzura é um exemplo dessa cozinha – comemos a linguiça feita por ela mesma e defumada em um fogão de lenha que também pode ser visto pelos clientes, uma linguiça que jamais vou esquecer, feita em uma chapa de ferro, com cebola roxa, alho frito e pãozinho francês em fatias – as minis panelinhas com molhinhos de pimenta e farinha são um luxo a parte.

linguiça artesanal

A horta no fundo do restaurante é algo espetacular, dá a sensação de que está comendo na casa da sua mãe ou sua avó, aquela coisa que já não existe mais, e que vi acontecer na fazenda do meu avô inúmeras vezes, falo daquele burburinho nas cozinhas das fazendas que começa logo cedo, com a lenha já estralando no fogão e as mulheres indo a horta com enormes bacias recolher o que seria feito no almoço do dia – ela tem lá também um galinheiro onde cria frango caipira, um prato que pode ser degustado lá, basta você ligar antes e solicitar o prato e ela faz especialmente pra ti. Conversamos por um tempo e nessa conversa ela acabou me dando um presente, uma linda muda de ora-pro-nobis ou Lobrobo como também é conhecido.

A porção de ora-pro-nobis ou lobrobo servido nessa linda panelinha de cobre.

ora pro nobis

E pra finalizar não poderia sair de lá sem comer o sorvete de queijo canastra com calda de goiabada, sem palavras pra esse sorvete.

sorvete

Não sei se é coincidência, mas a Beth é cozinheira oficial do Terra Madre, evento que o movimento Slow Food promove na Itália com milhares de cozinheiros, chefs e agricultores – como essa associação que prega um alimento, bom, limpo e justo a encontrou em Tiradentes nem ela mesma sabe explicar direito – o que posso falar é que quem come no Viradas, não esquece jamais da experiência.

Carne e legumes tudo em uma panela só

carne com legumes

Ô abre alas que o Feijão no Prato quer passar – mas não vai fazer feio na avenida e por isso vem deixar pra vocês uma receita express, tudo em uma panela só – pois tudo que queremos no feriadão é a praticidade.

Para executar a receita – aqueça sua panela wok ou uma frigideira larga com fundo pesado, e coloque um fio de óleo de soja e refogue rapidamente a carne que deve ser cortada bem fininha, tempere a mesma na panela quente com alho e sal sofrido no pilão e retire essa carne da panela e reserve. Na mesma panela regue com um bom fio de óleo de gergelim e refogue os legumes (utilizei; brócolis, couve flor, cenoura em palitos, erva doce) acrescente duas colheres sopa de shoyu e abaixe o fogo para que esse legumes dê uma leve cozida, o importante é que eles fiquem crocantes, mas perca o sabor de legumes crus – depois disso feito, some a carne reservada dê uma aquecida na mesma deixando os sabores de misturarem e retire do fogo. Sirva com arroz japonês branco.

Lançamento #PricelessBurger no General Prime Burguer

hamburguer

Ontem fui a mais um evento super legal – foi o lançamento do Priceless Burguer, uma parceria do General Prime Burger com o Mastercard, que criaram um hambúrguer especialmente para homenagear São Paulo. Agora o objetivo é reformulá-lo todos os anos, sempre homenageando São Paulo, cidade que se transforma a cada ano, celebrando assim todos os anos a Terra da Garoa em grande estilo.

lanche

O chef Paulo Barros é que liderou e deu vida a essa aventura, criando um hambúrguer feito com 50% alcatra Angus (220g), cheddar inglês, fatias de bacon e cebola roxa, no pão de brioche e servido com Garlic e Rosemary Potato. A manteiga de amendoim que vem para que seja adicionada ao lanche fica incrível com o mesmo e formando um casamento perfeito com o bacon crocante – tornando essa mistura de sabores bem harmoniosa.

batatas

As batatas servidas com o lanche são de deixar a gente sem fôlego, primeiro tenho que dizer que amei o fato de serem batatas naturais e não congeladas, por fim elas vieram cortadas em palitos rústicos e bem douradinhas e macias por dentro e com um leve toque de alecrim.

azeite trufado

Antes que começar toda essa esbórnia, tipo só pra iniciar os trabalhos, foi servida essa batata trufada, feita com azeite trufado e finalizada com uma linda chuva de queijo ralado, perfeita.

sobremesa

Finalizando a noite com sobremesa uma melhor que a outra, essa da foto um cheesecake com calda de morango. Mas tem o Crumble de Maçã servido com uma linda bola de sorvete e o brownie.

Quero muito agradecer a @mastercard e o @primeburger pelo convite e noite perfeita que nos foi proporcionado. E você não vai perder né? Corre lá e conheça esse lanche incrível e de quebra ainda vai estar em um lugar super legal, bem decorado climatizado e com atendimento super legal.

obs – Não deixe de entrar no site do mastercard e usar as vantagens que ele te oferece.

 

O trigo branco em grão

trigo

Então é carnaval?! E dizem que atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu?! Será mesmo verdade? Houve um tempo que eu gostava dessas festas mas hoje sou do partido de ficar no meu espaço e aproveitar o tempo ao lado das pessoas que amo e que fazem meu mundo louco ficar um tanto mais divertido – sei que com festas e altas temperaturas uma salada cai bem e essa de trigo é mesmo providencial. Acho esse grão branco de trigo a cara da riqueza, e depois de cozido em água e não deixe o mesmo ficar molenga em amiga, se liga no ponto al dente – deixe esfriar bem e junte os ingredientes, milho verde cozido no vapor, azeitonas picadas, ervilhas, azeite, vinagre balsâmico , pimenta do reino moída na hora, sal e salsinha picada – misture bem e terá uma linda salada para acompanhar seu grelhado.