Biscoitos Passavento

passa tempo copia

Uma tarde fazendo biscoitos e me divertindo com os filhos, pintaram e comeram a valer – gosto desses momentos, que com certeza vão ficar gravado na memória deles, e só prova que não precisamos de brinquedos caros para sentar e dividir um pouco do tempo com os pequenos, e eles na cozinha praticam vários exercícios como; movimento de pinça fina, coordenação motora, criatividade tudo isso sem contar a alegria, acho que vocês devem correr para cozinha e fazer a festa com a criançada, só acho.

 

  • 320g farinha de trigo
  • 85g de leite em pó
  • 1 colher de chá de fermento
  • 1 pitada de sal
  • 200g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • 85g de cream cheese em temperatura ambiente
  • 200g açúcar refinado
  • 1 colher de chá de extrato ou essência de baunilha
  • 1 ovo grande
  • 1 pote grande de nutella (ou o recheio que preferir)
  • Canetinhas de corante comestível

Aqueça o forno a 180 graus. Forre duas assadeiras grandes com papel manteiga.

Misture numa tigela a farinha, leite em pó, fermento e sal. Reserve.

Bata na batedeira a manteiga e o cream cheese. Junte o açúcar e a baunilha e bata até ficar cremoso. Junte o ovo e bata para combinar. Junte a mistura de farinha e bata em velocidade baixa somente até a farinha sumir na massa.

Divida em duas porções forme dois discos. Embale em plástico e leve à geladeira por 30 minutos.

Abra a massa entre dois plásticos ou duas folhas de papel manteiga com um rolo até ficar com mais ou menos 0,5cm de espessura. Corte com um cortador quadrado e transfira para as assadeiras.

Asse por mais ou menos 15 minutos, ou até dourarem ligeiramente ao redor. Deixe esfriar nas assadeiras.

Desenhe figurinhas direto nos biscoitos frios com as canetinhas de corante. Separe metade dos biscoitos e coloque uma pequena porção de recheio com a ajuda de uma colherinha ou saco de confeitar. Cubra com os biscoitos restantes.

Podem ser guardados em pote com tampa por até 1 semana.

Fonte – The Cookie Shop

passa copia

Catchup Caseiro

cachup

É sempre melhor comer sem culpa ou sem preocupação do tipo, isso tem muito conservante ou corantes e tals, né não?! Principalmente quando temos que alimentar e formar bons hábitos em crianças, então minha dica é : faça esse delicioso, simples e fácil catchup caseiro e nunca mais vai querer comprar um catchup no supermercado eu garanto (rs).

Ingredientes:
1 kg de tomate débora
2 latas de tomate pelado em cubos (com o líquido)
1 talo de salsão
1 cebola
3 dentes de alho
2 colheres (sopa) de azeite
1 colher (chá) de coentro em pó
1 colher (chá) de semente de erva-doce
1 colher (chá) de gengibre em pó
1 pitada de cravo-da-índia em pó
3 colheres (chá) de sal
Pimenta-do-reino moída na hora (a gosto)
½ xícara (chá) de água
½ xícara (chá) de vinagre de vinho branco
½ xícara (chá) de açúcar mascavo

Modo de preparo:
Leve uma panela cheia de água (cerca de metade do volume) ao fogo alto. Enquanto isso, lave os tomates. Com uma faca, corte um ‘x’ na base de cada tomate. Prepare uma tigela com água e gelo. Quando a água na panela começar a ferver, coloque os tomates e deixe cozinhar até que a pele comece a se soltar. Com uma escumadeira, retire e transfira os tomates para a tigela com gelo – o choque térmico faz com que a pele se desprenda mais facilmente. A partir do corte em ‘x’, puxe a pele e descarte. Repita com todos os tomates.

Em uma tábua, divida os tomates ao meio, descarte as sementes e corte em cubinhos. Descasque e pique finamente a cebola e o alho. Lave e fatie o talo do salsão e descarte as folhas.

Leve a panela ao fogo médio. Quando aquecer, regue com o azeite e refogue a cebola por cerca de 3 minutos, até dourar. Junte o alho e o salsão e refogue por mais 1 minuto. Misture o coentro em pó, as sementes de erva-doce, o gengibre em pó, o cravo-da-índia em pó, o sal e a pimenta-do-reino.

Adicione os tomates picados e o enlatado com o líquido. Regue com a água e misture. Quando ferver, deixe cozinhar por cerca de 20 minutos, até reduzir à metade.

Desligue o fogo e transfira o molho para o liquidificador. Bata até ficar liso, pressionando bem a tampa com um pano de prato – isso evita que o vapor empurre e abra a tampa.

Volte o molho para a panela, junte o açúcar e o vinagre e leve ao fogo médio. Quando ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar por cerca de 10 minutos, mexendo de vez em quando, até engrossar – lembre que, quando esfriar, o molho vai engrossar mais.

Transfira para vidros esterilizados com fechamento hermético e deixe esfriar em temperatura ambiente. Quando estiver frio, tampe e mantenha na geladeira por até 3 semanas.

caseiro

*Fonte – Receita da Rita Lobo.

Facilitando a vida

panela de pressão

Com o tomate madurinho a 1 real o quilo no fim de feira, fica realmente irresistível não comprar um montão deles e fazer tomates assados (para virar um molho simples e cheio de sabor pra sua bela massa, ou para fazer um belo lanche e deixar seu sandubinha com  um plus a mais), e até mesmo fazer muito molho sem nenhum um tipo dos *antes que contem as marcas prontas existentes no mercado e depois de pronto basta congelar as porções e ter sempre molhinho pronto na hora que precisar. Aí você vai pensar assim; poxa seria ótimo, mas fazer molho vai dar muito trabalho e vou precisar de horas só pra fazer isso e blá blá blá…. Não bonita, vou te falar uma coisa, tem uma panela de pressão elétrica aí? Então pegue 2 1/2 q de tomates bem madurinhos e passe pelo processador ou liquidificador , eu gosto do processador para deixar um pouquinho pedaçudo  e reserve. Aqueça a panela, com um generoso fio de azeite honesto, e refogue o alho com cebola bem picadinhos quando a cebola ficar transparente, some os tomates processados, tempere com sal e pimenta moídos na hora e um toquinho de açúcar para segurar a acidez feche a panela e deixe cozinhar na pressão por 20 mts depois desse tempo cozinhe por 15 mts com a panela aberta para apurar o molho ao final deste tempo, faça a correção do tempero e some mas um fio de azeite e aí, a mágica já vai ter acontecido. Sirva seu molho com uma massa, sobre panquecas, sobre seu belo parmegiana ou apenas regadinho com azeite e acompanhando umas torradas – pessoal o céu é o limite diante dessa belezura.