Bolo de Maçã com Noz Pecan ou Aproveitando a Fruta por Inteiro

bolo de maçã

Hoje foi um dia nublado, por horas embalado por uma garoa fina e muito frio – assim, um dia perfeito para um bom soninho depois do almoço e ao acordar aquecer e perfumar a casa com esse simples e arrebatador bolo de maçã com castanhas – não gosto muito de domingos sei lá, acho que faço parte da população que tem a síndrome do fantástico, aquele sentimento de saudades, aperto no coração quando o final de semana vai se acabando e eu logo sinto que as crias vão seguir suas vidas já um pouco sem mim durante toda a semana, marido passa o dia fora e é como diria Chico Pinheiro “é vida que segue” – eu adoraria tê-los sempre em baixo de minhas assas, mas sei que isso não é e nunca vai ser possível, então sigo batendo meus bolinhos para que pelo menos no futuro quando eles já não estiverem mais por aqui, tenham sempre vontade de voltar e vir dividir comigo e com o pai uma fatia de bolo e uma xícara de café.

  • 3 maçãs (tamanho médio)
  • Suco de um limão
  • 1 xícara (chá) de óleo de milho
  • 4 ovos
  • 1 1/2 xícara (chá) de açúcar
  • 1 1/2 xícara (chá) de uvas passas brancas
  • 1/2 xícara (chá) de nozes picadinhas
  • 2 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • Açúcar e canela para polvilhar o bolo depois de pronto

Modo de preparo
1- Lave as maçãs, descasque-as (reserve as cascas) e corte-as em cubos pequenos. Coloque de molho em uma vasilha coberta com água e suco de limão.
2- No liquidificador, bata o óleo, os ovos, o açúcar e as cascas das maçãs. Reserve.
3- Em um recipiente, peneire a farinha de trigo e o fermento em pó.
4- Acrescente as passas, as nozes e as maçãs escorridas e picadas. Misture bem e adicione o preparo do liquificador. Mexa para misturar.
5- Despeje a massa em uma assadeira redonda (25cm de diâmetro) untada e polvilhada. Leve ao forno pré-aquecido por cerca de 40minutos. Retire do forno, polvilhe o açúcar e a canela em pó.

Anúncios

Ragú de carne de segunda e uma polenta

ragú

Essa é sem dúvida uma comidinha cheia de carinho é algo que me remete ao tempo que realmente cozinhavam com paciência, tranquilidade e estar a volta da mesa não era um programa de domingo e sim uma atividade diária a vida parecia parar no tempo são coisas que a correria do dia a dia fez com que se perdesse no tempo. Bom movida por uma larica *ploc monster vinda de uma nova amiga né Carol, que ao sentarmos juntas para dividir um lanche, falava da polenta molinha, feita em camadas por sua avó e essa história me levou a esse ragú servido com a tal polenta molinha, não era a polenta da avó da Carol que tenho como certo que se trata de um alimento carregado de carinho e amor, mas foi feito também com esses sentimentos e ficou muito bom.

Na cestinha – 1q de carne de segunda cortada em cubos, 1 lata de tomates pelados picadinhos, 1 cebola grande picadinha, alho, sal e pimenta à gosto. Coloque uma panela com água para ferver – pegue uma panela pesada, tipo ferro e coloque para aquecer, regue com um fio de azeite e um chorinho de óleo de cozinha, e coloque seus cubos de carne temperados para dourar, junte a cebola e a cenoura picadinha e comece a pingar a água quente, tampe a panela e quando secar coloque mais água quente e vai nesse processo até que a carne esteja macia, leva entre 1 a 2 horas, com a carne macia some a lata de tomates pelados, faça a correção dos temperos e deixe o molho apurar, sirva em seguida. Eu servi com polenta mole, se quiser receita tenho muitas aqui no blog, só procurar na busca, fica muito bom com um arroz branquinho, ou purê de batatas e até mesmo sobre uma massa cozida al dente.