Sorrentino no molho de cebola queimada

Forno de minas

Ainda falando do Encontro Gourmet, eu falei que seria em doses homeopáticas e olha de verdade eu não estava mentindo, vai ser mesmo assim que é pra quem não pode ir conhecer e saber tudinho que se passou por lá. Forno de Minas estava presente no encontro e lá provei uma de suas novidades que são as massas recheadas e congeladas – de preparo rápido mas de muito sabor, não lembra nem de longe as marcas existentes no mercado e olha não estou ganhando nada pra fazer esse *jabá – os recheios são um capitulo à parte, um melhor que outro e recheios diferentes de todos os outros que você encontra no mercado. Para esse molho eu escolhi o sorrentino com recheio de ricota fresca, parmesão e castanha-do-pará é divino. Para o molho eu simplesmente processei na função pulsar três cebolas, aqueci uma frigideira larga de fundo grosso e reguei com um pouco de azeite e um choro de óleo de cozinha, e fui fritando a cebola, quando começou a dourar eu somei um dente de alho picadinho, sal e pimenta moídos na hora, depois de bem caramelizada a cebola eu somei a massa, polvilhe mais parmesão e pronto – uiiii esse é meu lado Nigella falando mais alto.

Vol au Vent de beringela

beringela

Mas um *trucão pra você fazer bonito com *azamigas,  para acompanhar a birita geladinha de sexta a noite ou então para um pequeno almoço de segunda sem carne – bom o uso amiga você decidi mas devo dizer que esse pequeno porta joias de berinjelas é DEMAIS!

Na cestinha – 1 pacotinho de mini vol au vent (eu comprei da marca Arosa) e faça como manda a embalagem que não tem erro. Descasque as berinjelas (se for japonesa, não precisa de ficar de molho) e corte em cubinhos, pique uma cebola e sofra dois dentes de alho com um pedaço de pimenta fresca no pilão. Pegue uma panela de fundo pesado e refogue a cebola com alho sofrido, junte a beringela e deixe refogar até que a mesma esteja macia, nesse momento acrescente uma boa quantidade de azeitonas picadinha, uma boa regada de azeite honesto e um punhado de cebolinha, retire do fogo e reserve. *Gentem é tudo no olhômetro mesmo, força na peruca que tudo dá certo no final. Com recheio morninho, basta com auxilio de uma colher pequena, você encher suas cestinhas e pronto, tá feito a festa.

*Mas tarde eu volto com mais novidade, então se liga e se você curti o Feijão vai na pagina do mesmo no facebook e curta, siga e compartilhe, e pra não perder nenhuma novidade durante o dia, me siga também no instagram e aqui no blog.

 

Capeletti in Brodo para uma despedida

in brodo

Vamos nos despedindo do inverno, pois segundona já vamos dar bom dia a primavera e que venha cheia de cores e sabores. Para essa despedida eu acabei por escolher esse capeletti que ao encher a cumbuquinha já nos da aquela sensação de conforto, carinho e abraço, uma cumbuquinha já é capaz de nos aquecer mas confesso que não foi o suficiente para acalmar a minha gula que queria mais e mais – na minha opinião o grande segredo dessa receita é fazer um caldo honesto, bem temperadinho e aí minha amiga(o) não tem erro, sirva com um pão rústico e pronto tá feito a festa.

A só uma dica se ainda não esta me seguindo te aconselho a começar pois durante o dia vai ter várias novidades e assim você não irá perder nenhuma – o Feijão também está no Face e Instagram, me acompanhe por lá e vão vendo outros conteúdos que não são colocados aqui.

 

  • 400 g de capeletti com recheio de sua preferência
  • 2 litros de água
  • 1 carcaça de frango (ossos, pés, pescoço, asas)
  • 2 talos de salsão picado grosseiramente
  • 3 maços de salsinha inteiros
  • 1 cebola cortada ao meio
  • 2 dentes de alho inteiros
  • 1 cenoura cortada em rodelas grossas
  • Sal a gosto
  • Queijo parmesão ralado a gosto

Modo de Preparo:

  • Numa panela grande coloque todos os ingredientes, exceto o capeletti e o queijo ralado. Leve ao fogo por 1 hora e meia  para fazer o caldo. Coe o caldo e cozinhe o capeletti no liquido coado, quando o capeletti estiver cozido, transfira para uma sopeira e sirva quente , com  queijo ralado e pão italiano.

*Neste eu retirei apenas a carcaça, cebola e dentes de alho e deixei a cenoura e cheiro verde picadinho que acrescentei mais para servir.

Risoto de Risoni, com escalopinho suíno

risone

Risoni ou Orzo nada mais é do que uma massa de macarrão em formato de arroz, formato esse que nos dá o direito de brincar bastante e criar muitos pratos diferentes – Esse risoto é inusitado pelos ingredientes que apesar de simples, unidos ao sabor do leite de coco fica mesmo surpreendente. Acredito que você pode variar os legumes de acordo com o que tem ai na sua geladeira. Então *amor coloque a caixola para funcionar e crie receitas e combinações – hummm e não se esqueça de voltar aqui e me contar ou pelo email, face ou sinal de fumaça.

  • 1/4 xícara (chá) de azeite
  • 1 cebola picadinha
  • 1 talo de alho poró
  • 2 dentes de alho picadinho
  • 1 colherer (sobremesa) gengibre ralado
  • 1 colher (chá) de curry
  • 1 1/2 xícara (chá) de risoni
  • 1 xícara (chá) vinho branco
  • 700 ml de caldo de galinha
  • 200 ml de leite de coco
  • 150 g de cogumelo paris fresco e fatiado
  • 1 cenoura ralada
  • 1 abobrinha ralada (só a parte verde)
  • 1 pimenta dedo de moça picadinha
  • Sal e pimenta-do-reino à gosto
  • 50 g de manteiga gelada em cubinhos
  • 100 g de queijo parmesão ralado

Numa panela coloque o azeite, e refogue o alho poró, a cebola, o alho até dourar. Acrescente o gengibre, o curry e o risoni, misture tudo muito bem e adicione o vinho e deixe o álcool evaporar e coloque o leite de coco, junte aos poucos o caldo de galinha misturando sempre, até que o macarrão esteja macio mas “al dente”. Acrescente a cenoura, abobrinha e o cogumelo e deixe cozinhar por mais 3 min. Acerte o sal e a pimenta, coloque a manteiga gelada e o queijo ralado e mexa vigorosamente e sirva imediatamente.

*Para acompanhar eu temperei alguns escalopinhos suíno, com sal e pimenta moídos na hora e grelhei. Mas pode ser servido como prato único.