Capeletti in Brodo para uma despedida

in brodo

Vamos nos despedindo do inverno, pois segundona já vamos dar bom dia a primavera e que venha cheia de cores e sabores. Para essa despedida eu acabei por escolher esse capeletti que ao encher a cumbuquinha já nos da aquela sensação de conforto, carinho e abraço, uma cumbuquinha já é capaz de nos aquecer mas confesso que não foi o suficiente para acalmar a minha gula que queria mais e mais – na minha opinião o grande segredo dessa receita é fazer um caldo honesto, bem temperadinho e aí minha amiga(o) não tem erro, sirva com um pão rústico e pronto tá feito a festa.

A só uma dica se ainda não esta me seguindo te aconselho a começar pois durante o dia vai ter várias novidades e assim você não irá perder nenhuma – o Feijão também está no Face e Instagram, me acompanhe por lá e vão vendo outros conteúdos que não são colocados aqui.

 

  • 400 g de capeletti com recheio de sua preferência
  • 2 litros de água
  • 1 carcaça de frango (ossos, pés, pescoço, asas)
  • 2 talos de salsão picado grosseiramente
  • 3 maços de salsinha inteiros
  • 1 cebola cortada ao meio
  • 2 dentes de alho inteiros
  • 1 cenoura cortada em rodelas grossas
  • Sal a gosto
  • Queijo parmesão ralado a gosto

Modo de Preparo:

  • Numa panela grande coloque todos os ingredientes, exceto o capeletti e o queijo ralado. Leve ao fogo por 1 hora e meia  para fazer o caldo. Coe o caldo e cozinhe o capeletti no liquido coado, quando o capeletti estiver cozido, transfira para uma sopeira e sirva quente , com  queijo ralado e pão italiano.

*Neste eu retirei apenas a carcaça, cebola e dentes de alho e deixei a cenoura e cheiro verde picadinho que acrescentei mais para servir.

Anúncios

Hambúrguer com queijo azul, crispy de bacon e maple

hamburguer queijo azul

Hambúrguer que pode ser intitulado como gourmet – tá moda então como tudo é passageiro vamos aproveitar enquanto essa onda não passa. Tive a ajuda da minha querida amiga Valentina para executar essa receita e vocês podem visitar o blog dela que é lindo de viver entrando no link que vou deixar no final da receita. Bom meu parecer sobre a receita: 1 – Gostei /2 – Acho que uso da cebola roxa é imprescindível/ 3 – Totalmente desnecessário o uso do maple no pão (fica muito doce, para o meu paladar). E sendo assim vou colocar minha versão da receita que acabou sendo bem modificada da original.

4 fatias de bacon

500 g de carne moída

1/2 xícara (chá) de maple (xarope de bordo) Você vai dividir esse maple em duas partes.

Sal e pimenta do reino moídos na hora

3/4 de xícara (chá) de queijo azul

1 Cebola roxa grande cortada em rodelas finas

4 pães de hambúrguer

Coloque as fatias de bacon em uma frigideira antiaderente e vai virando ocasionalmente durante +/- 3 minutos até ficar bem douradinha, retire e deixe sobre um papel toalha. Depois de fria você deve quebrar em pedacinhos para ficar como um crocante e reserve. Em uma tigela junte a carne, 1 1/2 colher (sopa) de maple o sal e a pimenta. Mexa até que essa carne fique com uma liga – molde os 4 hambúrgueres e faça uma leve depressão no centro para evitar abaulamento quando o mesmo for grelhado. Aqueça uma frigideira de ferro ou uma grelha ou até mesmo o seu grill, regue um fio de óleo de cozinha e grelhe seus hambúrgueres – enquanto os mesmos estão grelhando pegue o queijo azul some o maple e leve ao microondas por 15 segundos, retire e mexa e leve novamente por mais 15 segundos. Corte seus pães ao meio, coloque o hambúrguer ,o crispy de bacon, coloque a mistura de queijo, e as cebolas cortadas em rodelas finas, feche com a outra parte do pão e sirva.

*Visitem o blog da minha querida amiga.

*Fonte – A receita original.

“É a dança do maxixe, é um homem no meio com……..

maxixe

Calma que aqui não é “bonde do tigrão” nem “é o tchan” da vida nem nada parecido, foi apenas uma alusão ao nome dessa deliciosa hortaliça. E quem já ouviu falar da dança do maxixe nem imagina que maxixe também é uma hortaliça africana que teria sido trazida ao Brasil pelos escravos. Além de ser uma fonte rica de minerais, o maxixe tem poucas calorias e rende sucos, saladas e pratos deliciosos de farofas a refogados.

Então foi assim; almoço honesto, saboroso, nutritivo, no melhor estilo comida que conforta vinda da vovó. Arroz, feijão, carne moída(ou boi ralado) com maxixe refogadinho, salsa de repolho e banana da terra frita.

*Fonte – Vocês podem saber tudo e muito mais do maxixe aqui.

Risoto de Risoni, com escalopinho suíno

risone

Risoni ou Orzo nada mais é do que uma massa de macarrão em formato de arroz, formato esse que nos dá o direito de brincar bastante e criar muitos pratos diferentes – Esse risoto é inusitado pelos ingredientes que apesar de simples, unidos ao sabor do leite de coco fica mesmo surpreendente. Acredito que você pode variar os legumes de acordo com o que tem ai na sua geladeira. Então *amor coloque a caixola para funcionar e crie receitas e combinações – hummm e não se esqueça de voltar aqui e me contar ou pelo email, face ou sinal de fumaça.

  • 1/4 xícara (chá) de azeite
  • 1 cebola picadinha
  • 1 talo de alho poró
  • 2 dentes de alho picadinho
  • 1 colherer (sobremesa) gengibre ralado
  • 1 colher (chá) de curry
  • 1 1/2 xícara (chá) de risoni
  • 1 xícara (chá) vinho branco
  • 700 ml de caldo de galinha
  • 200 ml de leite de coco
  • 150 g de cogumelo paris fresco e fatiado
  • 1 cenoura ralada
  • 1 abobrinha ralada (só a parte verde)
  • 1 pimenta dedo de moça picadinha
  • Sal e pimenta-do-reino à gosto
  • 50 g de manteiga gelada em cubinhos
  • 100 g de queijo parmesão ralado

Numa panela coloque o azeite, e refogue o alho poró, a cebola, o alho até dourar. Acrescente o gengibre, o curry e o risoni, misture tudo muito bem e adicione o vinho e deixe o álcool evaporar e coloque o leite de coco, junte aos poucos o caldo de galinha misturando sempre, até que o macarrão esteja macio mas “al dente”. Acrescente a cenoura, abobrinha e o cogumelo e deixe cozinhar por mais 3 min. Acerte o sal e a pimenta, coloque a manteiga gelada e o queijo ralado e mexa vigorosamente e sirva imediatamente.

*Para acompanhar eu temperei alguns escalopinhos suíno, com sal e pimenta moídos na hora e grelhei. Mas pode ser servido como prato único.

Nhoque de ricota, escarola e parmesão

espinafre

Hoje estou servindo a mesa mais tarde – um dia cheio, uma dor de cabeça dos infernos, mas como aqui não é muro das lamentações vamos seguindo com receitas pois é pra isso que vocês se sentam a mesa aqui comigo né bonita?!

Só tenho algo a declarar, essa receita é imperdível.

Processei 350gr de ricota com 1 xícara de escarola refogada (com alho e azeite, coisa rápida, só um susto na panela) e espremida. Juntei ao processador 1 ovo, 3 colheres de cream cheese e cerca de 1/2 xícara de parmesão (do ótimo!) ralado. Depois, é só transferir para uma tigela e acrescentar farinha até conseguir um ponto que dê para modelar bolinhas com a massa – aqui usei cerca de 3 colheres de sopa de farinha de trigo. Para finalizar é só temperar – sal (cuidado que o parmesão já é salgado!), pimenta do reino branca e noz moscada.

O próximo passo é modelar as bolinhas e levar para uma panela com bastante água fervendo e cozinhar como o nhoque tradicional. Ou seja, é só retirar com uma escumadeira os nhoques que subirem à superfície.

Para o molho eu fui de tomate e manjericão, bem tradicional, mas molho branco ou pesto também funcionam super bem. Você também pode trocar a ricota comum pela de búfala, pode trocar a escarola por espinafre, rúcula ou agrião (nesse caso nem é preciso refogar antes), pode juntar nozes, passas…

Galera pode se jogar com fé – que essa receita é de comer de joelhos.

*fonte – Retirei deste blog

 

Curry de frango

frango ao curry

Esse ano o inverno definitivamente não foi muito intenso, veja bem não estou reclamando de nada – apenas fazendo um comentário. A verdade é que não foi a falta do frio intenso que me privou de comer comidinhas mas quentes e cremosas. Esse franguinho ficou com molho bem cremoso que por cima do meu arroz branquinho formou o casamento perfeito.

Na cestinha; 1q de filé de frango em cubos e temperadinho com alho sofrido do macerador, um toquinho de sal e um pouquinho de limão (que é pra retirar as mágoas do frango). Coloque para aquecer uma panela de fundo grosso, e some uma colher de sopa de óleo e refogue o frango, depois de refogado – some duas colheres de sopa de curry e 600ml de creme de leite fresco e aí é só ir misturando até o creme engrossar. Sirva com arroz branco.

Tudo em um espeto só

espeto

Quando se tem três filhos, marido, casa e *papagaio (esse eu não tenho,rs) por vezes tenho que incorporar uma Nigella e fazer um almoço rápido, que tenha todas as características de uma comida bem servida, ou seja: sabor, valor nutritivo e beleza – porque também comemos com os olhos né não *genteim. Bom pra isso eu pequei cubos de filé de frango temperados com um pouco de iogurte natural, sal e pimenta moído na hora e um dentinho de alho sofrido no macerador, reserve. Pegue os legumes que tiver na sua geladeira (tudo a olho mesmo amiguinha), corte em cubos grandes e tempere com sal e pimenta moídos e um toquinho de azeite – no meu caso utilizei berinjela, abobrinha, tomates e cebola. Bom com espeto em mãos fui alternando, frango, cubos de bacon e os legumes. Levei no grill e foi só vira-los até que estivessem no ponto. Meninas(0s) na boa se você não tem um grill, faça rapidinho esse investimento pois ele é bem útil. Eu servi os meus espetos com uma salsa de tomate e repolho, bem temperadinha.

*Se você não tiver afim de utilizar o bacon é só tirar – os legumes são os que tenha na geladeira e pode ser feito com outra carne e até mesmo só de legumes e nesse caso eu explico como deve ser feito nos próximos capítulos.