Kebab ou nem tanto assim

kebab

 

Bom quando falamos em kebab já imaginamos um belo sanduíche e bem ao contrário do que se pensa, o kebab não é sinônimo de sanduíche e sim na verdade, seu recheio –  pode vir dentro do pão, sobre o pão, sozinho, com legumes, couscous, arroz com aletria, pastas… “O kebab se popularizou na Europa, onde ficou conhecido como sanduíche. Foi levado para a Alemanha pelos imigrantes turcos depois da Segunda Guerra”, diz Rodrigo Libbos, chef do Kebab Salonu, de São Paulo. Ele explica que os brasileiros normalmente visitam a Europa, e não o Oriente Médio. Por isso cometem o mesmo erro dos europeus ao nomear o prato. “A diferença da Europa para a Turquia é que lá pegou o kebab enrolado, que é o sanduíche. No Oriente Médio, monta-se a carne em cima do pão, ou no prato, com outros acompanhamentos”. A minha versão nem é a do tal churrasco cortado em tiras fininhas e sim com Kafta o que eu acho uma delícia, coloco sobre o pão folha uma bela camada de homus tahine a salada que no meu caso foi de alface em tiras e tomates em cubos, dou uma leve temperada com azeite honesto e limão, coloco a kafta no centro e enrolo formando um sanduíche, na mesa deixo a disposição um molho de tahine que fica perfeito para acompanhar. A receita da kafta e do homus você encontra aqui no blog, basta colocar na busca ao lado e vai encontrar. Para manter o sanduíche fechadinho eu enrolo com papel alumínio.

 

Obs – Pessoal se querem saber um pouco mais do meu dia a dia, e ver um pouco das minhas viagens, passeios e eventos que frequento, basta me seguir no instagram – espero vocês por lá e se gostam do conteúdo do Feijão no Prato, compartilhe e curtam para manter a pagina no ar, muito obrigada.

Kafta em bolinhas e quer saber o porque?

bolinhas

Kafta em bolinhas e o motivo é simples minha *genthem eu tenho criança e espetos me dão aflição e para ter uma refeição tranquila e cheia de amor acho melhor evitar, e se você tem querubins aconselho a fazer o mesmo, pois do contrário em segundos o que era para segurar a sua carninha lindamente temperada vai virar objeto de brinquedo ou de luta no meio da refeição. Para acompanhar a kafta eu faço uma saladinha de pepino ralado, salsinha, limão, azeite, pimenta moída na hora, sal e hortelã, para coroar e virar um delicioso molho eu coloco o iogurte grego sem adição de açúcar e pode ser o iogurte natural que também uso quando faço em casa.

Misture em 1kg de carne moída (utilizei acém), 3 dentes de alho picadinhos , 1 cebola grande bem picadinha ( ou passada no processador), 1 colher (sopa) zattar, 1 colher (sopa) de sal, pimenta moída na hora, 1/2 colher (chá) de canela em pó, 1 colher (sopa) de azeite, 1 colher (sopa) de manteiga, hortelã picadinha a gosto, cheiro verde picado a gosto, misture tudo até que a carne fique com uma liga aí basta moldar em formato de almôndegas e grelhar ou fazer no forno e pode servir com esse molhinho delícia e arroz branquinho ou no seu churrasco de domingo com um delicioso molho de chimichurri ou até mesmo com esse molhinho de pepino ralado no meio de pão sírio como recheio de um bom sanduíche.

Mexido – um prato carregado de boas lembranças pra mim

mexido

Quando era adolescente vivia na casa de uma amiga querida que pude reencontrar nessas últimas férias, e depois de um longo café e muita conversa (que não deu pra matar as saudades) mas que deu pra voltar um pouco no tempo e lembrar de muitas coisas boas e saber de notícias não tão boas assim, como o falecimento da mãe dela que era uma pessoa incrível, eu voltei pra casa com a certeza de que postaria o famoso mexido aqui – Bom em Goiás mexido é um clássico e na casa dessa minha amiga eu comi por muitas vezes o melhor mexido que já pude provar, um sabor único e sempre que faço em casa me lembro dela e do mexido que ela faz como ninguém. E pra fazer não tem segredo, basta juntar todos os retinhos da sua geladeira e um porção de arroz, e começar a brincadeira; no meu caso eu aqueci uma frigideira de fundo pesado e refoguei meia cebola picadinha com um dente de alho também picado peguei esse refogado e deixei no cantinho da frigideira e no espaço livre da mesma eu estralei dois ovos, coloquei um toquinho de sal e mexi, assim que ficaram prontos eu misturei com o refogado e juntei um pouquinho de carne moída, cenoura raladinha o arroz e por fim coloquei um toquinho de pimenta moída na hora e cheiro verde picadinho.