Mil folhas com mousseline de maracujá e uma promesa

mousseline

A foto ficou horrível mas a receita vale a pena e por isso resolvi passar pra vocês e deixar a promessa de ensinar em breve a vocês, todas as técnicas para fazer um bela massa folhada aí na sua cozinha e nunca mais precisar comprar massas folhadas feitas com margarina dita própria para folhar , pois massa folhada de verdade e honesta é feita com manteiga e esse vai ser assunto para um post futuro. O fato é que essas pequenas rodelinhas que saiu do tradicional corte do mil folhas e sim eu curto ser do contra, ficou encantadoras com esse recheio de mousseline de maracujá com chantilly e uma chuva de açúcar confeiteiro só pra não dizer que não falei das flores. rs

Bom corte aquela lamina de massa folhada que você compra prontinha e coloque na assadeira, com auxilio de um garfo faça furinhos na massa – para que a massa não suba muito e fiquei muito alta , cubra essa massa com papel manteiga e faça um peso colocando outra assadeira por cima e leve ao forno médio, quando começar a dourar, retire o peso e o papel, polvilhe açúcar confeitei e volte ao forno baixo para terminar de dourar e ficar bem crocante, retire do forno e deixe esfriar sobre uma grade.

Para a mousseline – 1/2 xícara (chá) de suco de maracujá e complete com 1/2 xícara (chá) de água, 1 ovo, 1 gema de ovo,  1/2 xícara (chá) de açúcar granulado, 3 colheres (sopa) de amido de milho, 100g de manteiga sem sal.

Para preparar – Coloque em uma panela o suco de maracujá e leve ao fogo até abrir fervura e reserve. Enquanto esse suco está aquecendo junte no Bowl da batedeira até ficar branquinho e adicione o amido de milho e mecha para incorporar e com o suco quente, tempere primeiro o creme com um pouco de dele e só depois junte toda essa mistura ao restante do suco e leve ao fogo brando mexendo sempre até engrossar, quando engrossar deixe cozinhar por mais 2 ou 3 minutos para que não fique com sabor de farinha crua ainda. Coloque em pote e cubra com filme plástico grudado a mistura para que essa não formo película. Depois de frio coloque sua mousseline na batedeira e comece a bater, e aos poucos com essa batedeira ligada vai adicionando a manteiga gelada cortada em cubinhos.

Para montar eu utilizei chantilly profissional e a mousseline coloquei cada um em um saco de confeitar e com a massinha posicionada eu eu recheie a primeira camada com a mousseline e tampei com outra massinha e recheei com chantilly e cobri com outra massa, polvilhei açúcar de confeiteiro e decorei com mais um pouquinho da mousseline e uma nozes.

 

Torta Fudge de Chocolate quentinha!

torta

Torta de chocolate foi a sobremesa de um domingo passado e com a ilustre presença do meu irmão, quando ele esta por aqui tudo vira festa e isso já não é mais novidade para quem me acompanha – quando vi a a volta do chantibon as geladeiras e agora em formato de sorvete logo pensei nessa torta bem quentinha e encorpada no chocolate para acompanhar a novidade e foi um casamento bom sem brigas e diria que eterno por aqui.

Ingredientes para a massa:
1 e 1/3 xícaras de farinha de trigo;
1 colher de chá de açúcar;
1/2 colher de chá de sal;
1/2 xícara [100g] de manteiga sem sal gelada, em cubinhos;
3 a 5 colheres de sopa de água gelada.
Ingredientes para o recheio:
1 xícara de creme de leite de caixinha tipo ‘leve’ [com 17%  de gordura, igual ao que os americanos chama de half-and-half];
1/4 de xícara [50g] de manteiga sem sal;
240g de chocolate meio amargo [usei uma mistura de 70% cacau e 56% cacau] picado;
1 e 1/2 xícaras de açúcar [parece muito, mas equilibra bem com o cacau e o chocolate meio amargo usados];
3/4 de xícara de cacau em pó;
1/4 de xícara de farinha de trigo;
1/4 da colher de chá de sal;
2 ovos inteiros;
3 gemas;
1 colher de sopa de extrato de baunilha [a receita não pede, mas eu gosto].
Prepare a massa:
Em uma tigela grande misture farinha, açúcar e sal. Adicione os cubinhos de manteiga gelada, amassando com as pontas dos dedos até conseguir uma farofa úmida. Junte a água, às colheradas, amassando apenas o suficiente para conseguir uma bola de massa. Achate a bola para formar um disco, envolva-o em filme plástico e reserve na geladeira por 20 minutos.
Depois disso abra a massa com o rolo até conseguir um disco de 28cm de diâmetro, mais ou menos. Cubra o fundo e laterais da fôrma de torta com a massa, cortando o excesso nas bordas. Fure a massa com o garfo em alguns pontos do fundo.
Reserve no freezer enquanto prepara o recheio.
Prepare o recheio:
Preaqueça o forno a 170 graus.
Em uma panelinha junte o creme de leite leve, a manteiga e o chocolate. Leve ao fogo baixo, mexendo sem parar, até que os ingredientes derretam e a mistura se torne homogênea [nem pensar deixar ferver, ok? Retire a panela do fogo de tempos em tempo, se for preciso]. Reserve.
Em uma tigela misture o açúcar, o cacau, a farinha e o sal. Adicione os ovos e gemas, levemente batidos, a baunilha e a mistura de chocolate. Misture bem até formar um creme liso.
Recheie a massa preparada com esse creme e leve ao forno por 45 minutos.
Retire a tora do forno, deixe desncansar 10 minutinhos e sirva. Vai muito bem acompanhada de creme de leite fresco batido ou sorvete de baunilha.
Fonte – Blog Cozinha Coletiva

Figos assados com mel e tomilho

figos

Feriados são dias que quebra a rotina da minha casa, e dificulta todo o restante do trabalho – crianças em casa é sinal de alegria e muita, mas muita bagunça. Mas vamos que vamos e hoje a proposta aqui é ensinar vocês como dar uma levantada naquele sorvete basicão que você compra pronto no supermercado. E quem nunca?! Vai receber aquela visita de ultima hora, e tem um potão de sorvete lá no freezer? Vou te ensinar a transformar esse ingrediente numa sobremesa de diva chiquérrima e com toda tranquilidade. Compre uma caixinha de figos frescos higienize bem e parta ao meio – coloque sobre cada metade uma colher de chá de mel e uma colher chá de vodca, espalhe por cima raminhos de tomilho ou alecrim a gosto e leve ao forno preaquecido a 180graus, por cerca de 40 minutos ou até que esteja parcialmente desidratado. Sirva quente com sorvete de baunilha e um bom caramelo com flor de sal.

Fonte – Revista casa e comida.

 

Maria Mole + Gelatina = Mariatina

maria tina

Uma correria total, arrumando as malas para pegar a estrada, mas não me abandonem, vamos viajar junto com o Feijão no Prato? Então fique ligado aqui na cozinha e em todas as outras redes sociais que vai pintar muita novidade. Mas voltando a mariatina, o calor nos rende sobremesas bem frescas e geladinhas – essa é uma delas.

Para fazer – A maria-mole você faz seguindo as instruções que já vem na embalagem, coloque no recipiente que já vai servir a sobremesa e deixe gelar e tomar consistência – para a gelatina você precisa de 2 caixinhas e vai utilizar 200mls de água fervendo para dissolver a gelatina e 200mls de água fria, deixe a mesma ficar em temperatura ambiente e só depois coloque sobre a maria-mole e leve novamente a geladeira para firmar. Sirva geladinha.

Um pote de sorvete, uma massa folhada e a modernidade na cozinha

sobremesa

Com a modernidade as coisas na cozinha também mudou muito, é meu povo o tal progresso também chegou para as panelas, mas devemos tomar cuidado com o poder de decisão que colocamos nas mãos de algumas muitas corporações que existe por aí – mas devo dizer que mesmo sabendo e tendo em mente muitas questões políticas definidas por vezes me entrego a essas facilidades e digo mais, até me derreto de amores por elas e não vejo nada de mais desde que seja algo com parcimônia. O fato é que eu peguei uma boa massa folheada (congelada) e cortei em círculos e forrei forminhas de cupcake, dentro eu depositei uma mistura de maçã picadinha com suco de um limão, 1 colher de sopa de açúcar, 1 colher sopa de farinha de trigo, um pouco de canela e toquinho de noz-moscada, levei ao forno quente e deixei assar até que a massa estivesse bem douradinha e o recheio cozido – retirei do forno e com as tortinhas ainda quente servi com uma bela bola de sorvete de creme.

Panna Cotta com calda de morango e cerejas frescas

panna cotta

 

Panna Cotta significa literalmente “natas cozidas”, é uma sobremesa típica da região italiana do Piemonte, elaborada a partir de nata de leite, açúcar, gelatina e especiarias, especialmente canela – pode ser servida sozinha ou acompanhada de calda , geleia ou compota de frutas. Como nessa época se encontra muitas lindas cerejas (embora o preço não esteja tão lindo quanto elas), eu resolvi apostar nessa delicia que no meu mundo tem um preparo simples e relativamente rápido salvo o tempo de espera da geladeira. Eu considero essa sobremesa sedutora e sutil no sabor e exatamente por isso gosto de servir a minha panna cotta com uma boa cobertura – pois acredito que isso amplia o sabor desse pudinzinho.

Para a panna cotta – 300 g de creme de leite fresco, 300 g de leite integral, 125 g de açúcar, 1 colher (chá) de extrato de baunilha, 8 g de gelatina em pó dissolvido em 2 colheres (sopa) de água quente. Misture o leite, o creme de leite (ou nata) e o açúcar numa panela. Coloque em fogo médio mexendo sempre. Quando começar a fervura, desligue. Enquanto isso dissolva a gelatina em água quente e adicione à mistura. Mesa bem e adicione a baunilha mexa bem. Coloque em pequenos bowls ou em taças em porções individuais e leve para gelar e pegar consistência. Enquanto isso prepare a calda eu utilizei 2 colheres (sopa) de geleia de morango honesta, 150 g de cerejas frescas sem caroços e meia xícara (chá) de água, coloque tudo numa panelinha e ferva até que a cereja esteja cozida e tenha se formado uma caldinha leve. Sirva essa calda fria cobrindo sua panna cotta já gelada.

 

Crumble de aveia com maçã

gelado

Para iniciar o final de semana com o pé direito, uma sobremesa que mora no meu coração e te falo alguns dos motivos para tal sentimento de apego; primeiro super rápida, fácil de fazer e com ingredientes que você sempre terá nas mãos, pois você pode colocar a fruta que tiver sambando de bobeira na sua linda fruteira no dia. Aí eu pergunto é ou não pra se apaixonar?! Então moçada se joga com vontade nessa dica (rs).

Ingredientes

1 1/2 xícara (chá) de aveia em flocos finos
100 g de manteiga
1 colher (sopa) de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de açúcar mascavo
1 colher (sopa) de uvas-passas
2 colheres (sopa) de nozes picadas
4 maçãs fuji ou maçãs verdes
caldo de 1 limão
1 colher (sopa) de manteiga para untar

Modo de Preparo

1. Preaqueça o forno a 180°C (temperatura média).

2. Numa panelinha ou no microondas, derreta a manteiga.

3. Numa tigela, misture a aveia, a farinha de trigo, o açúcar mascavo, as uvas- passas e as nozes. Junte a manteiga derretida e misture com as mãos até formar uma farofa. Reserve.

4. Descasque e retire as sementes das maçãs, dividindo em duas metades no sentido do comprimento. Corte as metades em fatias, formando meias-luas. Conforme for cortando as maçãs, transfira para um prato fundo com o caldo do limão e molhe os dois lados de cada fatia(isso evitará que oxidem e escureçam).

5. Unte uma fôrma refratária com manteiga e vá sobrepondo as fatias, todas no mesmo sentido, de modo a formar uma escama. Espalhe a farofa sobre as maçãs e aperte delicadamente. Cubra com papel-alumínio e leve ao forno por 10 minutos. Retire o papel-alumínio e deixe assar por mais 5 minutos ou até que a crosta de aveia esteja dourada. Sirva quente ou frio. *Se quiser pode assar no seu forno SolarDom também, basta selecionar a opção de forno convecção e deixar na temperatura de 180g e selecionar 3 minutos.

* Eu gosto de servir quente com uma linda bola de sorvete de baunilha.

*Fonte – Site Panelinha.

*Forno SolarDom.

 

Mágica ou nem tanto assim?!

leite condensado

Sabe o que é esse creme denso, firme que esta acima na foto?* Aaaa  meninas (os) se segurem em suas poltronas, pois isso é nada mais nada menos que leite condensado batido no liquidificador por pouco tempo e ele sai assim, um creme delicioso e prontinho para virar mil e uma coisinha aí na sua cozinha – pode ser um brigadeiro, pode ser um recheio de bolo, pode substituir aquele creme de maisena (ou maiZena) ou pode ser mesmo o conhecido amido de milho, em pavê e tortas. É ou não um luxo esse trucão? Adorei.

Bolachinhas recheadas com creme de chocolate

bolacha

Essa bolachinha que recebeu nomes estranhos, nomes esse dados pelo meu filho do coração e que não vou revelar aqui pois a censura não permite (calma *benhê que a casa aqui é de respeito e a censura não é pelo motivo que passou na sua cabeça), enfim a bolachinha que não recebeu um nome a sua altura de delicadeza e sabor, mas recebe meu carimbo autenticando a mesma como imperdível. Se você tem filhotes não perca essa receita que pode ser confeitada tanto com pasta de açúcar (a famosa pasta americana) quanto com glacê de açúcar, ou pode ser apenas recheada – E fazer bolacha com criança é mesmo uma farra boa na cozinha.

Massa
300g de farinha de trigo sem fermento

raspas finas de casca de limão

2 gemas de ovos (tamanho M)

100g de açúcar

200g de margarina culinária

amolecida (temperatura ambiente)

Método de preparo da massa:

Amasse todos os ingredientes à temperatura ambiente. Se necessário junte um pouco mais de farinha para a massa soltar das mãos, faça uma bola. Envolva em filme plástico e leve a geladeira por 1 hora (é importante que esteja fria, é mas fácil de estender e cortar). Ligue o forno a 180graus. Forre duas assadeiras com papel manteiga. Estenda a massa em cima de uma bancada polvilhada com farinha (ou em cima de um plástico), corte com o cortador de sua preferência e coloque as bolachinhas no tabuleiro forrado, e leve ao forno por 8 a 10 minutinhos (devem retirar do forno com aspecto ainda moles). Espere uns minutinhos, retire da assadeira e coloque para arrefecer sobre uma grade. Depois de frias você pode decorar da a seu gosto ou rechear como eu fiz.

Para o recheio: 250g de chocolate meio amargo picado/ 150g de creme de leite/ 1 colher de sopa de rum. Aqueça o creme de leite, junte o chocolate e com paciência e carinho misture até o mesmo ficar totalmente derretido, some a colher de rum e misture até ficar com brilho e bem sedosa. Aplique num lado da bolacha e feche com outra.

*Fonte – Essa receita e muitas outras delícias você encontra aqui.

 

 

 

 

Picolé de kiwi

picolé de kiwi copia

Sei que ainda estamos no inverno, mas sempre é tempo para saborear um bom picolé e como as paletas estão bombando aqui na terra da garoa eu resolvi postar uma receita de picolé que fez sucesso aqui no meu puxadinho (rs). Amiga pega o caderninho ou o famoso copia e o cola e não perca essa dica.

Na cestinha: 150 g de açúcar / 300 ml de água/ Suco de 1 limão/ 5 kiwis maduros e lavadinhos. Para o preparo; Cozinhe o açúcar, a água e o suco de limão em fogo médio até o açúcar dissolver. Reduza a calda por 5 minutos, retire do fogo e espere esfriar por completo. Corte os kiwis ao meio e bata a polpa em um processador ou liquidificador. Adicione à calda fria e bata mais, até uniformizar. Coloque nas forminhas para picolé e leve ao freezer.

*Fonte – Livro Sorvetes Para Todos os Gostos