Neston – Uma farofa e um presente

bacon

Esses dias fui a um aniversário de um menino que é considerado meu sobrinho, filho de uma irmã que não tive de sangue mas que Deus tomou conta logo de me presentear com a presença dela em minha vida de uma outra maneira. E não foi a minha surpresa ao encontrar uma senhora muito querida e boa na lida com as panelas, sim minha gente uma pessoa de responsa, que não deixa a peteca cair quando o assunto é servir uma comida boa aos seus convivas e assim entre uma conversa e outra ela super querida me deu a receita da farofa de neston e ainda me disse que poderia fazer a lata toda e guardar na geladeira que a mesma ficaria crocante como se estivesse feito naquele momento, e eu não menos *danada que ela, tratei logo de fazer a receita e guardar na geladeira e ver se ela realmente tinha me dado o pulo do gato e não é que deu certinho, e aqui posso dizer que morri 3 vezes de amores por essa farofa. E para fazer tem segredo não, só capricho e muito carinho – coloque uma frigideira de fundo pesado e grande para aquecer, e coloque nela para fritar 300g de bacon picadinho e deixei até soltar a gordura e ficar crocante, nesse momento junte a lata de neston e com fogo baixo e paciência vai mexendo até que o mesmo doure levemente, desliguei o fogo – e eu coloquei um toquinho de sal e pimenta moída na hora e pronto agora é só brilhar com seus convidados.

Obs – Fogo baixo e misture sem parar pois o neston tende a queimar muito rápido.

 

Mexido – um prato carregado de boas lembranças pra mim

mexido

Quando era adolescente vivia na casa de uma amiga querida que pude reencontrar nessas últimas férias, e depois de um longo café e muita conversa (que não deu pra matar as saudades) mas que deu pra voltar um pouco no tempo e lembrar de muitas coisas boas e saber de notícias não tão boas assim, como o falecimento da mãe dela que era uma pessoa incrível, eu voltei pra casa com a certeza de que postaria o famoso mexido aqui – Bom em Goiás mexido é um clássico e na casa dessa minha amiga eu comi por muitas vezes o melhor mexido que já pude provar, um sabor único e sempre que faço em casa me lembro dela e do mexido que ela faz como ninguém. E pra fazer não tem segredo, basta juntar todos os retinhos da sua geladeira e um porção de arroz, e começar a brincadeira; no meu caso eu aqueci uma frigideira de fundo pesado e refoguei meia cebola picadinha com um dente de alho também picado peguei esse refogado e deixei no cantinho da frigideira e no espaço livre da mesma eu estralei dois ovos, coloquei um toquinho de sal e mexi, assim que ficaram prontos eu misturei com o refogado e juntei um pouquinho de carne moída, cenoura raladinha o arroz e por fim coloquei um toquinho de pimenta moída na hora e cheiro verde picadinho.

Meu cachorro quente e dois dedos de prosa

hotdog

Cachorro quente é assunto sério na minha casa, não apenas um lanchinho – pois eu tenho uma relação de amor com esse senhor lanche. Pois bem, quando era adolescente eu estudava em uma escola próximo ao centro da cidade (Goiânia) Colégio Ateneu Dom Bosco e por ficar próximo a uma grande avenida que corta a cidade, volta e meia eu baixava nas lojas americanas para comer o tal cachorro quente, que era feito com esse molho que vou publicar aqui agora pra vocês e tinha a salsichas feitas na grelha, pois *amiguinha salsicha na água NUNCA viu, faça na grelha e vai ver a grande diferença. Para o molho, cebola cortada em rodelas, tomates cortado em rodelas não muito finas e pimentão vermelho e amarelo no mesmo corte – aqueça uma frigideira grande e regue com um fio generoso de azeite, coloque lá para refogar um pouquinho de alho com sal sofrido no pilão e junte os pimentões e deixe que o mesmo fique quase macio e ai junte as cebolas e tomates e deixe esse refogado formar um molhinho encorpado e bem pedaçudo. Para montar você pode colocar o famoso purê de batatas se quiser, mas se não for sua preferência – corte o pãozinho e coloque a salsicha grelhada e por cima esse molho delícia e sirva os molhos como acompanhamento, catchup, maionese e mostarda.

Um ingrediente e um sorvete incrível

manga

Tá com uma vontade danada de comer um sorvetinho?! Mas não o tem pronto no freezer ou não quer enfiar o pé na jaca?! *Lica-tabajara resolve seus problemas – vá até sua fruteira e pegue aquela manga docinha e delicia que habita por lá, corte em cubinhos e leve ao freezer, depois de congelado basta bater no processador de alimentos, sim meninas não precisa de açúcar nem gordura, nem liga neutra nem conservantes, nada, nada, nada – apenas a fruta congelada e terá um sorvete incrível.

Rolê de frango ou comida do dia a dia

frango

Aqui é uma cozinha de verdade minha nega, tem comidinha do dia a dia tudo feito com carinho e capricho – por isso divido com vocês a comida que vai a minha mesa, que alimenta minha família é a extenção do carinho que tenho pelos meus querubins a vocês que vem aqui e me leem e me dão sempre o maior carinho nas redes sociais e por email. E por isso hoje venho dividir meus rolês de frango o almoço do dia a dia com todos.

Temperei um quilo de contra coxa (sem pele) com aquele temperinho de sempre, pimenta moída na hora, alho e sal sofrido no pilão e um toquinho de suco de limão – coloquei no meio cenoura em palitos, pimentão vermelho em palitos e palitos de linguiça defumada, fechei com auxilio de palitinhos de dente, e refoguei na panela de pressão, somei uma lata de tomates pelados, fechei a panela e deixei pegar a pressão por 5 a 6 mts, abri a panela – corrigi o tempero e deixei apurar o molho. Servi com purê de batatas e um salada.

Linguiça frita na água ou o famoso pinga e frita

linguiça

Hoje não tem receita e sim uma dica de cozimento – sim meu povo se podemos evitar a fritura em imersão porque não?! E a técnica do pinga e frita funciona super bem com a linguiçinha do aperitivo ou mesmo para acompanhar o bom e velho arroz com feijão. E para fazer tem segredo não *gentemm , basta colocar uma frigideira de fundo pesado no fogo baixo, acomodar seus gomos de linguiça e já deixar uma água quente ao lado, vai pingando deixe a panela meio tampada e deixe a mesma ir cozinhando e fritando, no pinga e frita até chegar no cozimento ideal e que a mesma fique douradinha e sequinha.

 

Bolo de limão

bolo

Hoje o dia foi tenso, mil coisas um filhote não muito bem e a gente vai levando – só agora consegui passar por aqui, sem falar no Whats né galera que tá bombando (rs). Bom com o jantar no fogo eu venho postar a receita desse bolo que é simplesmente divino, para acompanhar um mate como esta na colher da foto (a erva) ou um café fresco com dois dedos de prosa é perfeito.

3 xícaras (chá) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de sal
200 g de manteiga em temperatura ambiente
2 xícaras (chá) de açúcar
4 ovos
1 xícara (chá) de leite
raspas de 2 limões
manteiga e farinha de trigo para untar e polvilhar

Modo de Preparo

1. Preaqueça o forno a 180ºC (temperatura média). Unte uma fôrma redonda ou de pudim com manteiga e polvilhe com farinha de trigo.

2. Passe pela peneira a farinha, o fermento e o sal. Reserve.

3. Na batedeira, bata a manteiga até que fique fofa. Adicione o açúcar e bata apenas para misturar. Junte os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição. Diminua a velocidade e adicione os ingredientes peneirados aos poucos, alternando com o leite. A cada adição, bata apenas para misturar.

4. Desligue a batedeira, adicione as raspas de limão, misture com uma espátula e transfira para a fôrma. Nivele a massa girando a fôrma rapidamente sobre a mesa.

5. Leve ao forno preaquecido e deixe assar por aproximadamente 45 minutos. Espete um palito no bolo para verificar o ponto. Se o palitinho sair sujo de massa, deixe assar mais um pouco. Depois de assado, retire o bolo do forno e deixe esfriar por mais 5 minutos.

6. Num prato grande, desenforme o bolo e espalhe o glacê com uma colher. Se quiser, decore com fatias bem finas de limão e sirva a seguir.

Para o glacê

Ingredientes

1/3 xícara (chá) de suco de limão peneirado
2/3 xícara (chá) de açúcar

Modo de Preparo

Enquanto o bolo esfria, numa tigelinha misture bem o suco de limão e o açúcar. Reserve.

Obs- eu não fiz o glacê pois meu Bento adora bolo e não acho legal coberturas, prefiro o bolo simples mesmo.

Obs – Receita retirada do site Panelinha.