Abacaxi e leite condensado não tem erro, então bolinho de abacaxi com….

bolinho

Esse bolinho foi um pedido de desculpa para uma amiga de canecos que já demos boas risadas juntas – o fato que viajei as crianças de férias e a vida de pernas pro ar, me fez esquecer de mandar uma mensagem bonita e demonstrar meu carinho no dia do seu aniversário, chegando em casa eu resolvi não mais mandar a mensagem e sim mandar meu carinho em forma de açúcar e foi aí que nasceu o bolinho branquinho com recheio de leite condensado e abacaxi e para coroar essa linda voltinha de chantilly um bolinho que se comer geladinho é mesmo de matar.

Para o bolinho – 1 ovo, 1 xícara (chá) de açúcar, 1 xícara (chá) de leite, 2 colheres de sopa de manteiga sem sal, 1 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo, 1 colher de sopa de fermento em pó.

Coloque o ovo e açúcar e a manteiga juntos e bata até ficar branquinho com a ajuda de fouet ou na batedeira, depois dessa etapa concluída comece a juntar alternado a farinha e o leite e por fim o fermento. Preencha as forminhas e leve para assar em forno preaquecido em temperatura média. Depois de assados deixe esfriar sobre uma grade – quando estiverem totalmente frios, retire um pouquinho de massa do centro e aí vamos encher com o recheio.

Para o recheio – Fiz um docinho de abacaxi, deixei meio abacaxi bem picadinho e somei 1/4 de xícara de açúcar e um toquinho de água e deixei cozinhar até ficar macio e um tanto transparente, retire do fogo escorra a calda que se formou e deixe esfriar.

Para o creme de leite condensado – Apenas bati no liquidificador uma lata de leite condensado até adquiri consistência firme.

Então recheie da seguinte maneira, um pouquinho de creme no fundo do furinho do bolo, um pouquinho de abacaxi e cobri com mais um pouco do creme de leite condensado.

Para fazer o chantilly optei por chantilly profissional que aguenta bem a alta temperatura mas se você quiser e for consumir em casa pode fazer com o creme de leite fresco mesmo.

Obs – O creme de leite fresco não aguenta mudanças de temperatura o bolinho precisa ficar na geladeira ou ser aplicado na hora.

Obs – Usei o bico pitanga da Wilton para fazer a voltinha.

Bolo de limão – sem batedeira

bolo de limão

Fui fazer um curso com a Paula no Espaço Chocolatria, foi um dia super agradável, daqueles que você nem sente que a tarde passou – enfim enquanto os biscoitos estavam no forno perfumando toda a cozinha ela muito fofa que é serviu o que chamou de “um bolinho de limão”, e ao provar eu já logo pensei, como assim?! Bolinho de limão?! Sim minha gente era um senhor bolo de limão, lindo, macio, fofo e com açúcar equilibrado, assim perfeito. Logo fui perguntar da receita que ela imediatamente respondeu que já estava no blog e desde então ele virou um hit por aqui. A massa fica linda se assada em uma forma de bolo inglês, mas hoje eu queria um bolo que me remetesse a um bolo de vovó e por isso escolhi a assadeira de anel mesmo – embora ele tenha esse glacê por cima, pode acreditar que o açúcar é super equilibrado.

  • 1 e 1/2 xícara  (195g) de farinha de trigo
  • 2 colheres de chá de fermento químico
  • pitada de sal
  • 1 xícara (200g) de açúcar
  • raspas da casca de 1 limão (pode ser tahiti ou siciliano)
  • 1pote de iogurte natural – 170g (com o desnatado o bolo fica mais molhadinho)
  • 3 ovos grandes
  • 1/2 xícara de óleo de canola ou girassol, ou pode medir também no potinho do iogurte, um pote não muito cheio.

Para a calda

  • 1  xícara de açúcar de confeiteiro
  • 2 colheres de sopa de suco de limão

Preaqueça o forno a 180 graus. Unte uma forma de bolo inglês (20 X 10cm).

Peneire a farinha, o fermento e o sal numa vasilha menor e reserve.

Numa vasilha média, coloque o açúcar e raspe o limão sobre ele. Com as pontas dos dedos, esfregue as raspas no açúcar até ficar úmido, meio esverdeado e perfumado.

Junte o iogurte e os ovos inteiros  e misture bem até  ficar bem uniforme. Junte a mistura de farinha e mexa, sem bater, até estar misturado. Mas não mexa demais, senão o bolo fica duro (não tem problema se ficarem umas pelotinhas na massa). Junte então o óleo e incorpore delicadamente com uma espátula grante. Coloque a massa na forma preparada, alise e asse por 50 minutos aproximadamente. Quando pronto, o bolo fica dourado e um palito deve sair seco quando espetado no centro da massa. Deixe esfriar sobre uma grade até amornar e desenforme.

Para a calda de limão:

Misture o açúcar de confeiteiro com o suco de limão até ficar um mingauzinho. Aplique no bolo, deixando escorrer um pouco pelas laterais. A calda seca em uns 15 minutos e forma uma casquinha de açúcar.

Fonte – The Cookie Shop

 

Coletivo gastronômico – Sopa Creme de Legumes e Nata

Sopa Creme de Legumes com Nata

Gente se liga nessa história que vou contar aqui pra vocês ; Nasce hoje um projeto muito, muito legal na verdade o projeto nasceu do encontro de alguns blogueiros e nascimento de uma amizade, de muita conversa, de encontros e feijoada, papo de mamães, papo de comidinhas gostosas, técnicas e muito mais – e foi assim que nasceu o tema do mês para coroar o nosso inverno, que venham as sopas e se ligue em todos os links que vou deixar aqui pra vocês, visitem e conheçam, sigam pois só gente phina nesse lindo projeto.

Para minha sopa segui a linha do blog, comida sem mistérios e ao alcance de todos – então utilizei 300 g de batata inglesa, 300g de mandioquinha, 1 abobrinha média, 3 cenouras, couve flor – em uma panela eu refoguei uma cebola picadinha no azeite e dois dentes de alho, juntei os legumes picados grosseiramente e somei um água fervente até cobrir o legumes temperei com sal e pimenta moídos na hora, e com a panela semi tampada deixei que esse legumes ficassem cozidos e bem macios. Retirei os legumes da panela sem o caldo e processei com auxilio do mix, colocando o caldo quente aos poucos para que ficasse na consistência de um creme. Servi na tigelinha de sopa e somei uma boa colherada de nata batida levemente com fouet e salsinha picadinha (poderia ser também queijo cremoso, creme de ricota).

A Casa Encantada

My Flavors

Ana Cláudia na Cozinha

Cozinha da Gertrudes

Se Eu Fiz Vc Faz

O que temos hoje Elisa?

Burburinho na Cozinha

Delicious by Mari

Artes da Mel

Gastronomia &+

Minha Marmita Tem

Better Call San

Gordices

Gastronomia &+

Panela e Paixão

Lula empanada e breja gelada

lula

Lulas empanadas e sequinhas e uma breja gelada dá de verdade um ótimo casamento – tenho sempre comigo um episódio do programa da Nigela em que ela empana lula e outras delicinhas para acompanhar uma bebida em uma tarde de verão, não sei bem porque mas ficou marcado pra mim. Sei bem que estamos só iniciando a semana e esse seria um bom post para terminar a semana pois combina com um dia de preguiça, um dia para curtir um almoço tardio com a família ou mesmo estar entre amigos – mas ao olhar essa foto fiquei com muita vontade de dividir essa dica com vocês.

Na cestinha – 500g de anéis de lula que temperei com sal, pimenta moída na hora e um toquinho de limão e reservei. Coloquei leite em uma tigelinha, Farinha de trigo em outra e por fim coloquei em uma terceira vasilha um pouco de panko. Passei um a um os anéis de lula, primeiro na farinha de trigo, depois no leite e por último no panko e depois de tudo prontinho fritei em óleo quente. Deixe escorrer e sirva com limão ou molhinho de sua preferência.

Obs – A farinha de trigo eu temperei com um toquinho de sal e pimenta moídos na hora. Super importante seguir essa ordem para empanar.

O encontro do leite ninho, cereja e leite condensado

brigadeiro

Brigadeiro de leite ninho com recheio de cereja foi o que deu deste encontro, e tenho que dizer que foi sucesso por aqui – um docinho tão brasileiro e cheio de histórias pra contar, é hit em todas as festinhas de aniversário – ele é figura carimbada não pode faltar. Acredito que todos tem uma boa história pra contar ao comer esse doce e se você é uma dessas pessoas conte a sua história aqui nos comentários eu vou amar saber.

Na cestinha – 1 lata de leite condensado, 5 colheres (sopa) de leite ninho, 1 colher (sopa) de manteiga, 50ml de leite, 200g de cereja em calda, leite ninho para enrolar os doces.

Preparo – Numa panela de fundo grosso, coloque o leite condensado, o leite em pó, manteiga e leite – leve ao fogo baixo para cozinhar sem parar de mexer até soltar do fundo da panela, transfira para um prato e deixe esfriar.

Com as mãos untadas de manteiga e as cerejas bem escorridas da calda, pegue um pouco da massa fria, recheie com uma cereja e modele e passe pelo leite em pó – coloque nas forminhas.

brigadeiro aberto

Quando partir tive a grata e singela surpresa de encontrar um formato de coração na cerejinha, é ou não muito amor?!

Pão de queijo de frigideira ou apenas uma dica

frigideira

Gente o nome pão de queijo foi apenas uma doce referência e fiquem tranquilos que eu sei bem que pão de queijo mineiro está muito longe dessa receita – mas também quero defender que esse lanche para um momento emergência e fome total é uma ótima escolha. De preparo super rápido e podendo pirar o cabeção no quesito recheios você vai cair de amores por essa receita.

Na cestinha – 1 ovo, 1 clara, 2 colheres (sopa) de polvilho azedo, 1 colher (sopa) água, 1 colher (sopa) de iogurte natural, 1 pitada de sal, 3 fatias de queijo branco para o recheio.

Bata todos ingredientes no mixer ou liquidificador, com exceção do queijo fresco do recheio. Coloque 1/3 da massa na frigideira antiaderente pré-aquecida e cozinhe e fogo baixo. Quando soltar da panela, vire e deixe o outro lado dourar, coloque o queijo e faça um rolinho e deixe um pouquinho para o queijo derreter. Rende 3 porções.

Iscas de peixe com maionese temperada

peixe

Essa receita saiu aqui na minha cozinha para participar dos 15 anos do Panelinha – Nem preciso dizer que *adorrrrô a Rita né?! E sendo assim o Feijão não poderia ficar de fora dessa linda festa, ainda falta duas receitas que posto no decorrer dos dias – minhas considerações sobre o peixe da diva; feito no forno já é o céu e com sabor incrível não carece muito esforço para eleger a receita como queridinha – fica sequinho e muito, muito saboroso, acompanha super bem a caipirinha ou cerva gelada do final de semana – e se quiser comer de maneira mais saudável também é uma ótima pedida para acompanhar o uma massa que ao sair quente da panela só necessita um pouco de manteiga e um tantinho de parmesão e nesse caso você elimina a maionese e pronto o almoço já pode ir pra mesa.

Para as iscas

Ingredientes

600 g de peixe branco (como congrio)
caldo de 1 limão cravo
2 ovos
1 xícara (chá) de farinha de trigo
2 xícaras (chá) de farinha de mandioca flocada, tipo biju
4 colheres (sopa) de azeite
sal e pimenta-do-reino moída na hora

Modo de Preparo

1. Preaqueça o forno a 200 ºC (temperatura média). Forre duas assadeiras retangulares com papel-alumínio e, com um pincel, unte cada uma delas com 2 colheres (sopa) de azeite. Reserve.

2. Corte os filés em tiras de 2 x 8 cm e transfira para um recipiente. Tempere com o caldo de limão, sal e pimenta-do-reino moída na hora.

3. Coloque os ovos em uma tigela, tempere com uma pitada de sal e misture bem com um garfo.

4. Coloque a farinha de trigo e a farinha de mandioca, respectivamente, em pratos fundos e tempere com sal. Se os flocos de farinha de mandioca estiverem muito grandes pressione com as costas de uma colher para quebrar.

5. Para empanar, passe a isca farinha de trigo, de todos os lados, mergulhe nos ovos e, por último, pressione na farinha de mandioca. Transfira para uma das assadeiras e repita com todas as iscas.

6. Arrume as iscas deixando que haja espaço entre elas. Esse é o segredo para que fiquem bem crocantes.

7. Leve ao forno preaquecido para assar por 20 minutos. Na metade do tempo, retire as assadeiras do forno, vire as iscas com uma espátula e volte para o forno.

8. Quando estiverem douradas, retire do forno e sirva com os molhos de maionese.

Para a maionese temperada

Ingredientes

2 gemas de ovo
1 colher (sopa) de vinagre ou caldo de limão
1 colher (sopa) de mostarda de Dijon
200 ml de óleo

Modo de Preparo

No copo do mixer junte as gemas, a mostarda, o vinagre e o óleo. Pressione o mixer contra o fundo do copo e bata por 10 segundos, sem mexer. Quando a maionese começar a se formar, levante o mixer para uma das laterais, sem parar de bater, e repita para o outro lado. Em 15 segundos, a maionese fica pronta!

Ingredientes

 Para o Molho Tártaro

1 colher (sopa) de pepino em conserva picado fino
1 colher (sopa) de alcaparras
1/2 talo de cebolinha

Modo de Preparo

Em água corrente, lave as alcaparras e o pepino para tirar o excesso de sal. Pique fino todos os ingredientes e junte à maionese preparada. Se preferir, bata no mixer.

Fonte – Site Panelinha